Descrição de chapéu newsletters da folha

Como encontrar um mentor na sua empresa

Mentoria pode acelerar crescimento profissional e promover networking; leia edição da newsletter FolhaCarreiras

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Esta é a edição da newsletter FolhaCarreiras. Quer recebê-la às segundas-feiras no seu email? Inscreva-se abaixo.

Encontrar um mentor não é sempre uma tarefa fácil. Há empresas que incentivam a busca, por meio de programas estruturados, e outras que não têm iniciativas do tipo. Mas qual o papel da mentoria? Por que pode ser interessante ter um mentor dentro da sua empresa? E como encontrá-lo?

O que é a mentoria? É um processo estruturado de orientação feito com uma pessoa que tenha experiência relevante no assunto, explica Lilian Cidreira, mentora de carreira.

É mais do que uma "conversa com o chefe". A mentoria não tem "avaliação" ou "julgamento", explica Ana Borges, gerente executiva da Michael Page. "É um ambiente livre para que você possa realizar trocas, trazer suas angústias, e também buscar conhecimento e novas alternativas."

Por que é importante? Ela te dá a oportunidade de aprender com pessoas que têm mais tempo ou experiências na carreira. Isso pode ajudar muito no seu percurso para atingir seu objetivo profissional, diz Borges.

"Hoje, as pessoas que crescem nas empresas são aquelas que tomam o protagonismo da própria história dentro do ambiente profissional", complementa a especialista.

Ter um mentor pode te ajudar a alcançar seus objetivos com mais rapidez e menos dificuldade - Adobe Stock

Quem não é visto não é lembrado. A mentoria também ajuda na construção de relacionamentos dentro da empresa, o famoso networking.

"Você começa a se expor positivamente para pessoas de outras áreas e outros níveis de senioridade. Assim, consegue ampliar sua conexão dentro da empresa e aumentar sua visibilidade", exemplifica a gerente da Michael Page.

Qual o diferencial de um mentor de dentro da empresa? Aquela pessoa conhece detalhes da rotina e do ambiente profissional. "Ela vai ter como agregar não só sobre a experiência dela, mas também sobre como chegou no cargo dentro daquela empresa", aponta Lilian Cidreira.

E como escolher um mentor? Entenda os critérios:

1. Ele/ela precisa ter alcançado o cargo que você almeja. Por isso, o primeiro passo deve ser avaliar o futuro de sua carreira: o que você busca? Em qual cargo quer estar daqui alguns anos?

  • Esse profissional vai te ajudar a entender qual o melhor caminho para seguir.

"Tem que ser alguém para quem você olhe e pense: 'quero ser um profissional de sucesso como essa pessoa é' ou 'quero ter uma trilha de carreira parecida com a que essa pessoa teve na empresa'", explica Ana Borges.

2. O mentor não deve ser seu gestor. O líder da sua área pode acabar misturando a mentoria com feedbacks do trabalho e gerar conflitos de interesse.

O ideal é buscar alguém que seja de uma área diferente, mas correlata à sua, explica Cidreira. Busque áreas cujo trabalho esteja relacionado ao seu, sem se distanciar muito.

  • Um profissional de planejamento estratégico pode ter mentores da área financeira, jurídica ou de RH, exemplifica a especialista.

3. Busque alguém que seja um pouco diferente de você. Um mentor que age e pensa como você pode não agregar tanto, afirma Borges. "Alguém que pensa diferente vai te instigar e vai tentar desenvolver em você habilidades que talvez você não tenha parado para analisar", diz.

Decidi, e agora? Saiba como fazer a aproximação com seu mentor:

1. Faça um convite formal. Se você já conhecer aquela pessoa, mande uma mensagem. Se não, formalize por email. Nas duas situações, é imprescindível ter seriedade para que a pessoa entenda que aquilo é um processo organizado, não apenas uma troca de ideias, aponta Cidreira.

↳ Compartilhe seus objetivos de crescimento dentro da empresa e diga que gostaria de ter um mentor para te ajudar a enxergar essas rotas de crescimento e de aceleração de carreira. Baseado nisso e levando em consideração a experiência daquele gestor, diga que identificou que ele poderia ser um excelente mentor pra ajudá-lo.

2. Estruture a mentoria. Depois do aceite, defina como serão as sessões. A recomendação é de um encontro por mês, em uma data pré-estabelecida pelas duas partes, de acordo com Cidreira. Por exemplo: toda última sexta-feira do mês ou toda primeira terça.

  • Há empresas em que o RH tem um programa de mentoria estabelecido. Nesses casos, depois que o gestor aceitar o convite, ele deve comunicar o RH, que é quem vai organizar a rotina da mentoria.

Importante: uma semana antes da data combinada, mande um email relembrando seu mentor da sessão.

3. Seja proativo. O mentorado deve ser o protagonista do processo. Isso significa planejar tópicos de discussão para as reuniões, organizá-las, levar sugestões e, caso necessário, propor ajustes na mentoria. Uma conduta passiva pode, inclusive, prejudicar a imagem da pessoa perante aquele gestor.

"É uma oportunidade que precisa ser bem feita pra poder gerar o resultado esperado", complementa Cidreira.


Conselhos de CEO

Profissionais em cargos executivos dão dicas para quem está em início de carreira

Lucas André, 40, CEO e fundador da Fast Tennis
Lucas André, 40, CEO e fundador da Fast Tennis - Divulgação

Quem é ele: mestre em administração de empresas pela Fundação Dom Cabral, trabalhou durante anos em empresas de televendas até que, em 2017, comprou uma participação e passou a ser sócio-diretor de uma companhia do setor. Com a rotina de executivo, encontrou no tênis uma maneira de relaxar e resolveu investir no segmento.

Meu primeiro emprego... Foi em televendas, com venda de telefonia fixa. Por ser gago, ficava nervoso e não conseguia conversar com os clientes. No primeiro mês de trabalho, fiquei em 16° lugar em um ranking de 17 pessoas. Me lembrei, então, da história que minha avó me contou sobre um cantor gago que, ao cantar, não gaguejava. Comecei a atender as ligações de forma cantada e, daquele momento em diante, só subi no ranking de vendas geral, sempre nos primeiros lugares em uma gerência com mais de 500 vendedores.

Um erro do qual não me esqueço... Não ouvir suficientemente a minha equipe. Por ser um líder ainda inseguro, muitas vezes tomei decisões sem considerar as contribuições dos meus colegas, o que comprometeu a qualidade das minhas decisões.

Uma habilidade essencial... Soft skills, como comunicação, resiliência e, principalmente, empatia. A capacidade de se colocar no lugar do outro é fundamental para construir relacionamentos fortes e uma liderança eficaz. Além disso, é essencial para entender as necessidades e desejos dos clientes, desenvolvendo produtos e serviços que realmente fazem a diferença.

Um conselho para jovens profissionais... Tenha comportamentos "contra maré", ou seja, não se deixe levar pela vala comum, onde reina a preguiça e o comodismo. Fuja das pessoas que te limitam e busque estar próximo de quem te desafia e te ajuda a crescer. A única pessoa capaz de te limitar é você, então aposte em seu potencial infinito.


Em busca de emprego?

Uma dica para te ajudar a ser contratado(a)

Como montar um portfólio? Entenda o que é importante estar no documento:

1) Uma apresentação no início sobre você.

Coloque um resumo com nome, o que você faz, localidade e formas de contato.

2) Uma história visual.

A maneira como você organiza comunica muito sobre sua personalidade e sobre como estrutura seus pensamentos. O portfólio deve ter um começo, meio e fim, além de categorizar as informações de forma que as pessoas possam compreender.

3) Descrição dos projetos.

Exemplos:

  • Fotografia: "O objetivo desse projeto era x, que alcancei através das inspirações a e b". É importante detalhar o que foi solicitado, o que você entregou e quais foram os resultados alcançados.
  • Implementação de um projeto na empresa: coloque qual era a situação anterior e quais foram os resultados obtidos.

4) Recomendações e feedbacks ao final.

Por quê? Isso acrescenta mais credibilidade ao seu trabalho.

Especialistas em carreiras sugerem orientar as pessoas quanto ao feedback: indique como você gostaria que a resposta ou depoimento fosse elaborado.

  • Exemplo: você pode pedir para que falem sobre o processo desde o início até a conclusão do projeto. Dessa forma, o cliente já terá uma ideia do que abordar.

Quer saber mais sobre portfólio? Leia aqui.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.