Publicidade

carreira executiva

Publicidade

Últimas

  1. Fuga de cérebros

    Grupo de doutores quer mudar regra que obriga bolsista do governo a voltar ao Brasil: 'Não é fuga de cérebros'

    Pedro (nome fictício) fez doutorado na França, onde recebeu uma proposta de emprego. Foi obrigado a recusar a oferta para retornar ao Brasil e cumprir o período de "interstício", que se refere à temporada de permanência obrigatória de ex-bolsistas no país após a conclusão dos estudos no exterior. Está desempregado.

  2. Karen Carvalho, doutora em neurociências, hoje trabalha como corretora de imóveis

    Com crise e cortes na ciência, jovens doutores encaram o desemprego: 'Título não paga aluguel'

    O estatístico Paulo Tadeu Oliveira, de 55 anos, defendeu seu doutorado na Universidade de São Paulo (USP) em agosto de 2008. Dez anos depois, ainda não conseguiu ingressar no mercado de trabalho. O pesquisador, que é deficiente visual, emendou três pós-doutorados em busca de especialização e experiência, mas não passou nas diversas seleções para o quadro de universidades públicas. Atualmente, está no quarto estágio pós-doutoral, desta vez sem apoio financeiro.

  3. Punição no trabalho

    Mau comportamento e língua solta rendem mais advertência no trabalho

    Alguns dos motivos para receber um cartão amarelo no trabalho são deslizes de comportamento e falhas pequenas de execução. Ou nem tão pequenas.

  4. The new self-anchored suspension (SAS) eastern span of the San Francisco-Oakland Bay bridge is seen in San Francisco, California September 3, 2013. The largest self-anchored suspension bridge in the world opened before Tuesday morning's rush hour across San Francisco Bay, six years behind schedule and five times over budget. REUTERS/Stephen Lam (UNITED STATES - Tags: TRANSPORT BUSINESS CONSTRUCTION) ORG XMIT: SFO3

    O lugar onde um salário anual de R$ 450 mil é considerado baixo

    Uma família que se sustenta com US$ 117,4 mil por ano - cerca de R$ 450 mil -pode ser considerada de "baixa renda" em algumas áreas dos Estados Unidos, conforme um relatório recente do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano.

  5. robot

    4 dicas para nos darmos bem com nossos futuros colegas de trabalho —os robôs

    Madaline foi a primeira. Em 1959, ela usou sua surpreendente inteligência para resolver uma questão até então sem solução: o eco nas linhas telefônicas. Na época, as chamadas interurbanas eram muitas vezes arruinadas pelo som da própria voz do interlocutor, que retornava toda vez que ele falava.

  6. Ilustra sobretudo de 30.jun.2018

    As 7 lições dos clássicos de autoajuda para executivos

    Autoajuda para executivos sempre vende bem, mas o sucesso é maior em épocas de rápida mudança.

  7. Consultoria seleciona universitários com projetos para melhoria de ONG

    Universitários interessados no terceiro setor podem se inscrever em um processo seletivo da consultoria McKinsey, que vai escolher os melhores projetos para melhorias na ONG Teto Brasil, com possibilidade de contratação.

  8. Atrações de Melbourne

    Site oferece comparativo de cursos de graduação, pós e idiomas na Austrália

    A Spiible, empresa australiana de intercâmbios, abriu no Brasil uma plataforma que permite buscar e comparar diferentes cursos de inglês, formação técnica, extensão, graduação, MBA, mestrado e doutorado na Austrália.

  9. Firme na Firma

    Empresas abrem processos seletivos para mães de filhos pequenos ou fora do mercado

    Empresas têm investido em trabalho remoto, jornadas mais curtas e programas de reinserção para mães de crianças pequenas ou que estejam fora do mercado. O objetivo é capacitar essas profissionais que buscam uma oportunidade de trabalhar sem se ausentar da vida dos filhos.

  10. Cynthia Zanoni, criadora do projeto WoMakers Code, em escritório na zona sul de SP 

    Descubra se você tem a síndrome do impostor

    Insegurança em relação às próprias capacidades, medo de se candidatar a promoções, sensação de que suas conquistas são fruto de sorte, certeza de que você é uma fraude. Os sintomas são familiares? Junte-se ao clube da síndrome do impostor.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Publicidade
Publicidade