Publicidade

Como comprar um imóvel

Saiba o que checar no apartamento antes de pegar as chaves

Comprar um imóvel na planta pode garantir valores até 30% menores se comparado com um pronto. Para evitar que a vantagem se transforme em dor de cabeça, especialistas recomendam atenção em todo o processo, do contrato à vistoria.

Quem for assinar a compra do imóvel deve estar atento, por exemplo, à lei 13.786/18, aprovada no fim de 2018 e intitulada Lei do Distrato. Ela estabelece, entre outros itens, as regras para caso de atraso na entrega do imóvel ao comprador. Após o vencimento da data, a incorporadora tem prazo limite de 180 dias para entregar as chaves ao proprietário. Depois disso, o comprador pode devolver o imóvel e cobrar 100% dovalor pago corrigido.

Já quem comprar um imóvel na planta e se arrepender em até sete dias tem direito de receber 100% do valor pago.

De acordo com o professor de direito imobiliário da PUC-SP Everaldo Cambler, a nova lei facilitou a situação de compradores com pagamento atrasado.

"Ficou mais fácil chegar a um acordo nesses casos, pois já está na lei como deve ser o procedimento. Antes, cada caso dependia de um juiz."

Depois de assinado, não vale esquecer o contrato na gaveta. Cambler lembra que é importante verificar todos os detalhes, entre eles o memorial de execução, que descreve a construção do empreendimento, como o número de andares e de apartamentos, e diz se todas paredes são estruturais; e o memorial descritivo, em que detalha todos os acabamentos.

A diretora comercial de lançamento da Coelho da Fonseca, Fátima Rodrigues, indica que o comprador visite a obra a cada três ou quatro meses para verificar se as etapas da construção estão dentro do prazo.

No dia da vistoria do apartamento pronto, o kit obrigatório do futuro morador inclui o contrato, uma garrafa de água, o carregador de celular e uma trena.

No contrato, estão todas as informações de como devem ser os acabamentos, as medidas e a localização de pontos luz, hidráulica e gás, explica Rodrigues. Cheque, por exemplo, se as pias foram entregues com os acabamentos contratados e se as torneiras são do modelo descrito.

Já a trena serve para medir o apartamento e checar se tem o tamanho previsto na planta. "Meça todos os cômodos, inclusive corredores para saber se tudo está de acordo", afirma Clamber.

A garrafa ajuda a testar os ralos. "Jogue água no piso. Se ela empoçar ou escorrer para a direção contrária à do ralo, é sinal de que o piso foi feito com caimento errado e terá de ser corrigido."

De acordo com Evanilson Bastos, diretor comercial da construtora Sestini, um detalhe que costuma dar problema são caixilhos das janelas e portas. "Elas têm de abrir e fechar naturalmente. Você não pode fazer força e nem dar um jeitinho", explica.

Caso a energia elétrica já tenha sido ligada no imóvel, é importante testar todas tomadas -aí entra o carregador de celular.

Se algum detalhe ficar de fora, não se preocupe. Em geral, os imóveis têm cinco anos de garantia. "Dentro desse prazo, o cliente pode solicitar reparos", diz Rodrigues.

.

Publicidade
Publicidade
Publicidade