Descrição de chapéu Eleições 2020

Proximidade da família da mulher levou Guilherme Boulos ao Campo Limpo

Candidato do PSOL afirma não ter interesse em morar mais perto da prefeitura, mas em trazer gestão para a periferia

São Paulo

Há quase sete anos, Guilherme Boulos, candidato do PSOL à prefeitura, vive com a mulher, Natalia Szermeta, 33, e as duas filhas, Sofia, 10, e Laura, 9, em uma casa no Jardim Catanduva, no distrito do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.

Do terraço, onde fazia churrasco em tempos pré-pandêmicos, ele agora vê os contornos do bairro entre os fios emaranhados de um poste.

Paulistano, Boulos nasceu em Pinheiros e morou na Pompeia, com os pais, antes de ingressar no movimento sem teto. Aos 19 anos, foi viver em uma ocupação em Osasco. Depois, rumou para os extremos da zona sul da capital.

Já Natalia, líder do MTST (Movimento dos Trabalhores Sem Teto) que atualmente coordena a campanha de um coletivo de candidatas a vereadora, nasceu e sempre morou no Campo Limpo. Seus pais ainda vivem nos arredores.

A proximidade foi um dos motivos para comprarem a casa, um sobrado de 110 m², com dois quartos e um escritório. Assim, conseguem deixar as filhas com os avós enquanto trabalham.

O imóvel, próprio, está no nome do médico Marcos Boulos, pai do candidato. Segundo o filho, o casal não tinha como comprovar renda para o financiamento imobiliário.

A família cuida de dois peixes, Prateado e Flash, adquiridos para tentar sossegar a sanha das crianças por outro bichinho após a morte do cachorro Lampião, no início do ano. Não adiantou.

Na última quarta (28), as meninas decidiram por conta própria adotar a cadelinha Luna, durante temporada na casa dos avós. A nova moradora deve chegar após a eleição.

Nos horários de pico, quase duas horas de carro separam o sobrado de Boulos do centro da cidade (e da sede da prefeitura), mas o candidato não pretende deixar a região. "Quero trazer a prefeitura para mais perto de quem mora aqui", afirma.

Seu lazer nas redondezas é comer pastel na feira montada em uma rua próxima, aos domingos, e levar as filhas para andar de bicicleta na praça do Campo Limpo. Também frequentam o Sesc do bairro.

Em casa, gosta de brincar de pega-pega com as pequenas e, à noite, sentar em seu canto da sala —ao lado de um painel de madeira feito por um amigo artesão—, diminuir a luz, tomar uma cerveja e ouvir música ou ler.

No andar de cima fica o escritório, o quarto das filhas, o do casal e um terraço com um equipamento elípitco de ginástica —quebrado.

*

GUILHERME BOULOS, 38
Filiação PSOL
Intenção de voto 14%*
Cidade natal São Paulo (SP)
Bairro atual Jardim Catanduva
Vive com A mulher, Natalia, 33, e as filhas Sofia, 10, e Laura, 9
Estrutura Casa com dois quartos, escritório, dois banheiros, sala, cozinha e garagem
Tamanho 110 m²
Há quanto tempo mora no local 7 anos
Condição do imóvel Próprio (no nome do pai, Marcos Boulos)
Bairros onde já viveu Pinheiros e Pompeia, além de Osasco e Taboão da Serra, cidades da Grande SP
Animais de estimação Peixes Prateado e Flash

*Segundo pesquisa Datafolha que ouviu 1.204 eleitores paulistanos em 20 e 21 de outubro. A pesquisa foi feita em parceria com a TV Globo

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.