Descrição de chapéu Folha Informações

Folha não foi responsável por acidente com carro de testes da BMW, ao contrário do que diz vídeo

Montadora diz que houve colisão de um modelo da marca com um cachorro, mas equipe do jornal não esteve envolvida

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Lauro de Freitas (BA)

O youtuber Eduardo Rezende da Silva, conhecido como Eduardo Razuk, fez uma acusação falsa contra a Folha ao dizer que o jornal teria sido responsável por um acidente com um carro de testes da montadora BMW.

Em um vídeo publicado nesta quinta-feira (17), no canal Backstage, que faz vlogs sobre veículos, Razuk alega que o “pessoal da Folha de S.Paulo” teria batido um veículo emprestado à imprensa para avaliação, do modelo M3 Competition track, lançado recentemente no Brasil.

Até a manhã desta sexta (18), o vídeo contava com mais de 70 mil visualizações.

Frame de vídeo em que youtuber Eduardo Razuk, do canal Backstage, acusa Folha de ter se envolvido em acidente com carro da BMW
Frame de vídeo em que youtuber Eduardo Razuk, do canal Backstage, acusa Folha de ter se envolvido em acidente com carro da BMW - Reprodução

“Flagraram uma M3 batida, foram ver a placa, era de imprensa o carro. Começaram a pesquisar, pesquisar e descobriram. Parece que foi o pessoal da Folha de S.Paulo que andou batendo esse carro aí, a M3”, diz.

A BMW, através de assessoria, explica que, de fato, houve um incidente no começo desta semana com um veículo de testes do modelo citado, mas o episódio “não envolveu colaboradores da Folha”.

Durante um evento da montadora na cidade de Campinas (93 km de SP), na terça-feira (15), um dos carros da frota colidiu levemente com um cachorro, durante um passeio em via pública. “Nem o animal e nem ocupante do veículo se feriram na colisão, dada à baixa velocidade em que o condutor trafegava e ao sistema de proteção a pedestres, que integra a lista de equipamentos de série de segurança ativa do modelo”, diz a empresa.

“O BMW Group Brasil se certificou ainda que não houve nenhum dano ao patrimônio público.”

Por questões de privacidade, a montadora não quis informar a identidade do condutor, mas reafirmou que não se tratava de um funcionário do jornal.

O repórter e colunista da Folha, Eduardo Sodré, que cobre o setor automotivo, esteve presente no evento, mas afirma que no momento do fato “estava a pelo menos 100 km do local em que ocorreu o acidente”, em sua casa no bairro Brooklin Novo, em São Paulo.

O acidente aconteceu por volta das 16h30, enquanto o jornalista afirma ter chegado em casa às 16h.

Ainda segundo o repórter, ele também realizou testes com o veículo M3 2021 da BMW na terça-feira (15). Sodré retirou o carro às 10h30, na Vila Madalena, em São Paulo. Depois, fez um trajeto até Vinhedo, no interior de SP, e devolveu o veículo no mesmo dia, às 16h.

É uma prática comum da indústria automotiva o empréstimo de veículos para a imprensa, em eventos de lançamentos e para avaliações individuais, como foi o caso do repórter da Folha. Não há contrapartida comercial, acordo estabelecido por meio de contrato de comodato.

Veículo M3 2021, da BMW, que se envolveu em colisão com um cachorro durante evento da montadora
Veículo M3, da BMW, que se envolveu em colisão com um cachorro durante evento da montadora; placa tem final "84" - Reprodução

A reportagem teve acesso a uma imagen do carro M3 que se envolveu na colisão com o animal. De cor São Paulo Yellow, e com a placa de final "84" , o veículo aparenta ter o capô destravado. Segundo a BMW, que confirmou a veracidade da foto, um sistema de proteção a pedestres, acionado em caso de atropelamentos, foi responsável pelo destravamento no momento do incidente.

Carro M3 2021, de cor São Paulo Yellow, utilizado para testes pelo repórter da Folha Eduardo Sodré; placa tem final "14"
Carro M3, da BMW, utilizado para testes pelo repórter da Folha Eduardo Sodré; placa tem final "14" - Eduardo Sodré/Folhapress

O repórter Sodré enviou registro do veículo utilizado por ele durante os testes. O carro apresenta um capô sem danos e a placa tem o final "14".

A Folha procurou o canal Backstage, através de email e rede social, para comentar a sua fala no vídeo, mas até o momento não obteve retorno.

O canal tem quase 630 mil inscritos e o seu fundador, Eduardo Razuk, ganhou projeção ao divulgar vídeos na internet fazendo “rachas” e por realizar sorteios ilegais de carros.

O youtuber foi alvo de investigação criminal por postar vídeos dirigindo carros durante o toque de recolher em Campo Grande (MS), em março de 2020, em meio às restrições contra o coronavírus.

Razuk também chegou a ser preso por receptação de veículo vindo do Paraguai. Ele foi solto pouco depois, após pagamento de fiança no valor de R$ 20 mil.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.