Descrição de chapéu The Wall Street Journal

Em NY, investidores de tecnologia se despedem de Facebook e Google

Renovação do Índice S&P 500 afetará investimentos

Ben Eisen
Washington

O índice S&P 500, que reúne as 500 maiores empresas listadas na Bolsa de Nova York, será renovado no final do mês, e isso pode causar movimento no mercado.

A S&P Dow Jones Indices e a MSCI, responsáveis pelo índice, estão criando um novo segmento de serviços de comunicação para substituir o de telecomunicações, o menor dos 11 em que o índice se divide. 

Logo do Facebook; empresa responde por 5,8% do fundo Technology Select Sector SPDR, da State Street, mas suas ações terão de ser vendidas quando a empresa for transferida ao segmento de serviços de comunicação - Joel Saget/AFP

O S&P 500 concluirá a reclassificação em 21 de setembro. Muitas companhias concluirão as mudanças em 28 de setembro. Algumas empresas que hoje fazem parte dos segmentos de tecnologia e de bens de consumo serão transferidas ao segmento de comunicação.

Como parte da mudança, os provedores de fundos com cotas negociadas em bolsa precisarão alterar o balanço setorial de ações em suas carteiras, vendendo ações de empresas que serão transferidas a novos setores. 

O Facebook, por exemplo, hoje responde por 5,8% do fundo Technology Select Sector SPDR, da State Street, mas suas ações terão de ser vendidas quando a empresa for transferida ao outro segmento.

“Quando isso ocorrer, pode acontecer algum deslocamento, a depender de como os investidores venham a reequilibrar suas carteiras”, disse Brian Hayes, analista quantitativo no banco Morgan Stanley. 

Desde o final de julho, empresas que ficarão no segmento de tecnologia, como Apple e Microsoft, superaram o desempenho das que estão saindo, como o Facebook e a controladora do Google, Alphabet, de acordo com o Morgan Stanley.

A Amazon, que ficará no segmento de bens de consumo cíclico, superou em desempenho a Netflix, que está mudando de segmento.

Muitas dessas alterações se devem a fatores idiossincráticos, como os resultados anunciados pelo Facebook no final de julho, que decepcionaram os investidores. Mas com a aproximação da reclassificação, o desempenho dessas ações pode começar a divergir ainda mais.

The Wall Street  Journal, traduzido do inglês por Paulo Migliacci

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.