Descrição de chapéu The Wall Street Journal

Tempo é aliado dos empreendedores mais velhos

Maior inovação de Steve Jobs, o iPhone, não surgiu em sua juventude

IRVING WLADAWSKY BERGER
Nova York | The Wall Street Journal

Steve Jobs, Bill Gates e Mark Zuckerberg tinham pouco mais de 20 anos; Sergey Brin e Larry Page tinham 25; e Jeff Bezos tinha apenas 30 anos quando eles fundaram suas empresas de alta tecnologia, que se tornaram líderes mundiais.

As empresas deles formam uma categoria à parte, e ganharam até um acrônimo específico, o Famga (Facebook, Apple, Microsoft, Google e Amazon).

As idades de seus fundadores não só servem de prova de que os jovens podem ser empreendedores de grande sucesso como geraram a crença de que eles são os únicos capazes de criar ideias grandes e transformadoras.

"Os jovens são mais inteligentes, é isso", disse Zuckerberg à audiência de uma conferência sobre capital para empreendimentos em 2007.

Mark Zuckerberg, em 2009, quando o criador do Facebook tinha 25 anos - Marcelo Justo/Folhapress

"O estereótipo de um empreendedor é uma pessoa que abandonou os estudos", de acordo com um artigo recente da revista Economist.

Os empreendedores jovens demonstram maior probabilidade de criar empresas de alto crescimento?

Fundadores de meia-idade, na faixa dos 40 anos, são capazes de encontrar sucesso?

O estudo "Idade e Empreendedorismo de Alto Crescimento", dos economistas Pierre Azoulay, Benjamin Jones, J. Daniel Kim e Javier Miranda, buscou respostas para essas questões. Eles analisaram diversos conjuntos de dados relevantes sobre negócios em outras fontes, como informações do serviço de patentes dos Estados Unidos.

Cerca de 2,7 milhões de empresas foram criadas de 2007 a 2014, a vasta maioria de pequeno porte.

Para identificar o subconjunto de startups voltadas ao crescimento, os autores buscaram por empresas com determinadas características: que sejam parte do setor de alta tecnologia; recebam investimentos do setor de capital para empreendimentos; ou detenham uma patente.

A análise identificou cerca de 350 mil empresas com potencial para alto crescimento. A maioria dos empreendedores de sucesso está na meia-idade.

A idade mediana dos fundadores das 2,7 milhões de empresas é de 41,9 anos; a de empresas de alta tecnologia, 43,2 anos; e a de empreendedores que receberam investimentos do setor de capital para empreendimentos é de 41,9 anos. Entre as startups que mostram crescimento mais acelerado em seu número de empregados, a idade mediana do fundador é de 41,8 anos.

A relação entre a idade do fundador e a probabilidade de uma saída bem-sucedida cresce uniformemente até os 60 anos, mais ou menos.

"Constatamos que a idade de fato é um fator de previsão de sucesso, e um fator importante, mas no sentido oposto ao que muitos observadores e investidores propõem", aponta o estudo.

Seria possível argumentar que os empreendedores mais jovens são mais aguçados em termos cognitivos, menos distraídos por responsabilidades familiares e menos apegados a paradigmas existentes, portanto mais abertos a ideias transformadoras.

Por outro lado, muitos recursos são acumulados com a idade, como capital humano, social e financeiro. Os empreendedores mais velhos provavelmente terão mais experiência em administrar desenvolvimento, finanças, marketing, vendas, recursos humanos e outras operações.

O que explica os casos de sucesso empresarial extremo personificados por fundadores muito jovens, como Steve Jobs, Bill Gates ou Mark Zuckerberg?

Se a juventude fosse o motivo principal de seu sucesso, a expectativa seria que esses grandes empreendedores se tornassem piores com o passar dos anos. Mas isso nem de longe é verdade.

A maior inovação de Steve Jobs, o iPhone, não surgiu em sua juventude. A Microsoft continuou a crescer aceleradamente sob o comando de Gates. Jeff Bezos levou a Amazon muito além da venda de livros e CDs. E o Google se tornou uma potência da inteligência artificial sob o comando de Brin e Page.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.