Chefe de agência britânica diz que Facebook precisa mudar e pede mais regulação

Elizabeth Denham investiga o caso Cambridge Analytica

Londres

A chefe da agência britânica de supervisão de dados disse nesta terça-feira (6) que o Facebook deve mudar significativamente o modo de fazer negócios e pediu que a gigante da mídia social se sujeite a regulamentações mais rigorosas.

Mark Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook; empresa é investigada por autoridade britânica
Mark Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook; empresa é investigada por autoridade britânica - Gerard Julien/AFP

"O Facebook precisa mudar, mudar significativamente seu modelo de negócios e suas práticas para manter a confiança", disse Elizabeth Denham, da Comissão de Informações do Reino Unido, a parlamentares em uma reunião do comitê parlamentar.

A comissária britânica tem investigado como o Facebook lidou com dados pessoais de usuários depois que a consultoria de marketing Cambridge Analytica, contratada na campanha de Donald Trump, foi acusada de acessar indevidamente informações pessoais de cerca de 87 milhões de usuários da rede social.

Denham disse ter visto melhora na empresa americana, mas ressaltou que o Facebook precisa fazer mais, assumir uma responsabilidade maior e estar sujeito a mais regulamentação.

A empresa simplificou o acesso ao controle de privacidade, atualizou a política de dados, revogou a parceria com banco de dados parceiros, entre outras medidas.

"Vimos algumas evidências do Facebook sendo mais transparente, em coisas como a procedência de anúncios políticos, mas acho que a empresa precisa fazer mais e acho que deveria estar sujeita a regulamentações e supervisão mais rigorosas."

No fim de outubro, o órgão regulador multou o Facebook em £ 500 mil (R$ 2,4 milhões) pela violação da privacidadede de usuários no caso Cambridge Analytica.

Reuters

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.