Apple planeja lançar sucessor do XR, seu iPhone mais barato, em 2019

Empresa deve lançar três novos modelos de iPhone até o fim do ano

Yuko Kubota e Takashi Mochizuki
Tóquio e Pequim

A Apple planeja lançar três novos modelos de iPhone no final deste ano, e entre eles um sucessor ao XR, sua versão mais barata de 2018. As vendas do modelo equipado com tela de cristal líquido (LCD) ficaram aquém da expectativa da companhia.

A empresa planeja introduzir alguns recursos novos de câmera, como uma câmera traseira tripla para seu modelo top de linha, e câmeras traseiras duplas nas outras duas versões.

O plano de persistir com o LCD surge em um período de vendas mornas para o iPhone XR, que resultou no corte mais recente da projeção de receita da companhia.

Consumidores chineses em loja da Apple em Xangai; empresa pretende lançar sucessor do XR este ano
Consumidores chineses em loja da Apple em Xangai; empresa pretende lançar sucessor do XR este ano - AFP

A decisão de manter a tela acontece, em parte, porque seus planos de produção estão encaminhados há meses, e não podem ser alterados de forma repentina. Para 2020, a Apple considera abandonar o modelo LCD, disseram fontes, o que pode marcar a transição completa para telas OLED (diodo orgânico emissor de luz) no iPhone. 

As telas OLED nos atuais modelos XS oferecem melhor contraste do que as telas LCD, do modelo XR e de versões passadas do iPhone, como o 7 e o 8.

As inovações da Apple em relação ao iPhone são cruciais para conquistar os consumidores, agora que a venda de aparelhos caiu.

Na China, que Tim Cook, presidente-executivo da Apple, apontou como causa importante do corte nas projeções de faturamento, a Apple enfrenta feroz competição de fabricantes locais. Cerca de 20% da receita da empresa vem do país.

No fim do ano, a companhia planeja oferecer dois modelos com tela OLED e um com LCD. Em 2018, ela lançou dois modelos com tela OLED, o iPhone XS Max e o iPhone XS, e um com tela LCD, o iPhone XR, 25% mais barato que os outros.

Os avanços nas câmeras podem ajudar a Apple a conquistar mais consumidores interessados em fazer boas fotos com seus smartphones, inclusive na China.

Em relação ao número de câmeras traseiras, a empresa está defasada diante dos rivais. O Huawei Mate 20 Pro e o P20 Pro, de 2018, já apresentam três câmeras.

Ciente da competição com a China, a companhia vem estudando algumas marcas asiáticas de smartphones, especialmente seus recursos de câmera.

A Apple também pode reduzir as funções de sua linha de produtos em 2019, para diminuir custos.

 

The Wall Stret Journal, traduzido do inglês por Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.