Descrição de chapéu The Wall Street Journal

Airpods viram símbolo de ostentação e riqueza para millennials

Não param de surgir memes em torno da ideia de que, em termos de som, status, moda e tecnologia, o AirPod é o ícone

Jacob Gallagher
Nova York | The Wall Street Journal

O administrador Will Kellogg, 26, tem vergonha de seus fones de ouvido. Em Nova York, onde as pessoas ostentam AirPods sem fio, brancos e reluzentes, ele ouve música nos fones de ouvido com fio —que muita gente acha que já nem são fabricados. 

No fim de dezembro, ele se queixou do que percebia como inferioridade acústica em uma publicação no Twitter, citando uma frase recente de Catherine Zeta-Jones —“não vou pedir desculpas por ser rica, bonita e famosa”— como algo que os proprietários de AirPods poderiam dizer a uma pobre alma como ele.

Não param de surgir memes em torno da ideia de que, em termos de som, status, moda e tecnologia, o AirPod é o ícone. A maioria desses tuítes, que ganham circulação viral, satiriza a ideia de que os donos de AirPods ostentam sua riqueza.

AirPods ao lado de um iPhone 7; embora não sejam os melhores do mercado, se tornaram um símbolo de riqueza para os mais jovens
AirPods ao lado de um iPhone 7; embora não sejam os melhores do mercado, se tornaram um símbolo de riqueza para os mais jovens - Reuters

“Acabo de comprar um AirPod e logo recebi um telefonema de Bill Gates me convidando para uma visita no fim de semana; é gostoso ser parte do 1%”, afirma um tuíte de Miguel Amaro, 19, de Miami, com mais de 15 mil curtidas. 

Ainda que os fones de ouvido de US$ 159 (R$ 600; no Brasil, o acessório sai por R$ 1.499) da Apple tenham sido lançados em 2016, a mais recente leva de brincadeiras na internet aparentemente os transformou em um produto mais desejável. Amaro disse ter visto muito mais gente usando AirPods desde que o fone “se tornou um meme”.

A Apple não divulga os números de vendas, mas o índice Google Trends rastreou um avanço de 900% nas buscas pelo produto na temporada de festas de 2018, ante 2016. 

O preço está perto do ideal: caro o bastante para impressionar, e barato o bastante para que jovens antenados possam comprar.

No entanto, poucos especialistas diriam que o AirPod oferece o melhor som do mercado. “Há fones de ouvido muito melhores, como os da Bose”, disse Trevor Wallace, 26, humorista de Los Angeles. 

Em sua contribuição para o meme, ele produziu um vídeo chamado “Usando AirPods uma vez”, que dramatiza “o cara prestigioso que é melhor que todo o mundo porque seus fones não têm fio”. 

O sucesso do vídeo, assistido mais de 1,66 milhão de vezes, veio a identificar que o AirPod transcendeu o mundo da tecnologia e se tornou um fenômeno social mais amplo.

Em outro tuíte viral, o estudante Alezander Aguilar, 17, contou que seu primo de oito anos ganhou um AirPod no Natal e saiu andando pela casa, declarando que os fones o faziam se sentir bilionário.

Audiófilos, no entanto, dizem que o Powerbeats, fone preto que a Beats by Dre vende por US$ 200, oferece qualidade superior, e os fones sem fio de US$ 1.000 da Louis Vuitton são claramente mais luxuosos. Mas, em seu nicho no mercado de fones, o AirPod virou uma demonstração clara de consumo conspícuo. 

Traduzido do inglês por Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.