99 passa a usar reconhecimento facial para confirmar identidade de motoristas

Imagens feitas a partir do celular do condutor serão comparadas com banco de dados do Denatran

São Paulo | Reuters

A empresa de mobilidade urbana 99, da chinesa DiDi Chuxing, anunciou nesta segunda-feira que começará a usar uma ferramenta de segurança de reconhecimento facial para seus motoristas.

A empresa realiza o procedimento através de parceria com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). O aplicativo solicita imagens do rosto dos motoristas. O sistema valida a imagem com a foto no banco de dados do Denatran. Sendo aprovado, o condutor poderá continuar trabalhando normalmente.

A ferramenta, que usa inteligência artificial, identifica padrões de uso dos motoristas e pode pedir novas verificações, se necessário.

Segundo a empresa, o objetivo da medida é elevar a segurança para motoristas e passageiros, evitando que uma pessoa se passe por um motorista cadastrado no aplicativo.

"O reconhecimento facial se junta às demais ferramentas de proteção para os usuários, como as câmeras embarcadas e o botão de emergência ", disse Lívia Pozzi, diretora de segurança em operações da 99.

O setor de transporte por aplicativos tem apostado em grandes investimentos em segurança para enfrentar o desafio da violência nas cidades em que operam. Em 2018, a Uber anunciou investimento de R$ 250 milhões em centro de inovação dedicado ao tema com sede em São Paulo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.