Alibaba avalia captar US$ 20 bi na bolsa de Hong Kong, diz Bloomberg

Segunda listagem da companhia serviria para diversificar fontes de financiamento da empresa de comércio eletrônico

São Paulo | Reuters

A Alibaba está considerando levantar US$ 20 bilhões (cerca de R$ 80 bilhões) na bolsa  por meio de uma segunda listagem em Hong Kong, informou a Bloomberg nesta segunda-feira, citando fontes com conhecimento do assunto.    

A empresa chinesa de comércio eletrônico está trabalhando com consultores financeiros para fazer a listagem em Hong Kong até o segundo semestre de 2019.    

Um porta-voz do Alibaba se recusou a comentar.    

O Alibaba fez seu histórico IPO (abertura de capital, da sigla em inglês) de US$ 25 bilhões de dólares em Nova York em 2014, depois que Hong Kong, seu local favorito, se recusou a aceitar sua estrutura de governança, onde um grupo auto-seleto de gerentes seniores controla a maioria das nomeações do conselho.    
No início do ano passado, quando Hong Kong estava se preparando para permitir listagens de ações de duas classes, o fundador da Alibaba, Jack Ma, disse que a empresa "consideraria seriamente" uma listagem lá.    

Uma segunda listagem seria destinada a diversificar os canais de financiamento do Alibaba e aumentar a liquidez, de acordo com a reportagem.    


A medida acontece quando as empresas chinesas enfrentam um governo hostil dos EUA, que colocou várias companhias de tecnologia do país asiático em uma lista negra.

Jack Ma, fundador do Alibaba, durante encontro para líderes do setor de tecnologia em Paris - Charles Platiau - 16.mai.2019/REUTERS
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.