Descrição de chapéu Financial Times

Apple compra divisão de chips de modem da Intel por US$ 1 bi

A empresa adquirirá propriedades intelectuais, equipamentos e contratos de locação relacionados ao negócio

Camilla Hodgson
San Francisco | Financial Times

A Apple fechou acordo para a adquirir a maior parte das operações de chips para smartphones da Intel em um transação de US$ 1 bilhão, anunciaram as companhias na quinta-feira (25).

A fabricante de celulares adquirirá propriedades intelectuais, equipamentos e contratos de locação relacionados ao negócio, e encampará cerca de 2,2 mil empregados da Intel, as empresas anunciaram em comunicado conjunto.

Este ano, a Intel anunciou que deixaria a área de chips para smartphones, por não ter conseguido produzir um chip 5G. Isso levou a Apple a chegar a um acordo em uma disputa legal duradoura com a Qualcomm, rival da Intel, na esperança de produzir um iPhone 5G até 2020.

A Apple fechou um acordo de licenciamento plurianual com a Qualcomm quanto a chips para celulares, ainda que a transação da quinta-feira possa acelerar seus planos para desenvolver chips próprios em longo prazo.

"Trabalhamos com a Intel por muitos anos, e sabemos que sua equipe compartilha da paixão da Apple por projetar tecnologias que ofereçam as melhores experiências do mundo aos nossos usuários", disse Johny Srouji, vice-presidente de tecnologias de hardware da Apple.

A aquisição elevará o número de patentes de tecnologia sem fio que a Apple detém para mais de 17 mil.
"O acordo nos permitirá concentrar a atenção no desenvolvimento de tecnologia para a rede 5G e ao mesmo tempo reter propriedades intelectuais críticas e tecnologia de modem que nossa equipe criou", disse Bob Swan, presidente-executivo da Intel.

A transação deve ser concluída no quarto trimestre de 2019, se obtiver aprovação das autoridades regulatórias. As ações da Intel subiram em mais de 5% em transações posteriores ao fechamento do mercado, e as ações da Apple não se movimentaram muito.

Financial Times, tradução de Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.