Facebook deve ser tratado como algo entre tele e jornal, diz Zuckerberg

Presidente-executivo afirma que rede social melhorou seu trabalho contra fake news

Munique | Reuters

Conteúdo online deveria ser regulado com um sistema que ficasse entre as regras existentes para telecomunicações e as de indústrias de mídia, disse o presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, a líderes globais e chefes de segurança neste sábado (15).

Em discurso na Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, Zuckerberg afirmou que o Facebook melhorou seu trabalho para conter interferências online em eleições e foi além em seus pedidos anteriores de regulação das empresas de mídia social.

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, discursa na 56ª edição da Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, neste sábado (15)
O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, discursa na 56ª edição da Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, neste sábado (15) - Christof Stache/AFP

"Eu realmente acho que deveria haver regulação sobre conteúdo prejudicial...existe uma questão sobre qual estrutura usar para isso", disse Zuckerberg durante sessão de perguntas e respostas.

"No momento existem duas estruturas: jornais e mídia e o modelo tipo telecomunicações, que é 'os dados apenas fluem através de você', mas você não será responsabilizado com uma empresa de telecomunicações se alguém disser algo danoso por telefone", afirmou.

"Eu realmente acho que deveríamos estar em algum lugar no meio dessas duas estruturas."

O Facebook e outros gigantes da internet, como o Twitter e o Google, estão sob crescente pressão para adotar medidas contra governos e grupos políticos que usam suas plataformas para difundir informações falsas.

Zuckerberg disse que sua empresa tem 35 mil pessoas para revisar o conteúdo online e implementar medidas de segurança.

Hoje, essas equipes e a tecnologia automatizada do Facebook suspendem mais de 1 milhão de contas falsas por dia, disse ele, acrescentando que "a grande maioria é detectada poucos minutos após a inscrição na rede".

"Estou orgulhoso dos resultados, mas definitivamente teremos que ficar vigilantes."

Na segunda (17), Zuckerberg deve se reunir em Bruxelacom as principais lideranças europeias envolvidas na regulação do setor: Margrethe Vestager, comissária de Operações Digitais e Competição, e Thierry Breton, comissário de Mercado Interno, para “discutir novas regras para a internet”, segundo comunicado da empresa

Também deve se encontrar com a titular da área de Justiça, Vera Jurova.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.