Empresa de games do Brasil é avaliada em US$3 bi em rodada de investimento

Desenvolvedora Wildlife Studios captou US$ 120 milhões em rodada de investimento liderada pelo fundo Vulcan Capital

São Paulo | Reuters

A desenvolvedora de games de origem brasileira Wildlife Studios captou US$ 120 milhões (R$ 646,2 milhões) em rodada de investimento liderada pelo fundo Vulcan Capital, do cofundador da Microsoft Paul Allen, avaliando a empresa em US$ 3 bilhões (R$ 16,2 bilhões).

A Wildlife, que desenvolve jogos para dispositivos móveis, já havia alcançado o status de "unicórnio", startups com valor de mercado acima de US$ 1 bilhão, em dezembro passado, após receber aporte de US$ 60 milhões (R$ 323,1 milhões) do fundo norte-americano Benchmark Capital.

Na ocasião, a empresa havia sido avaliada em US$ 1,3 bilhão (R$ 7 bilhões) tornando-se então o 10 º unicórnio brasileiro.

A rodada mais recente eleva o total captado pela empresa a US$ 250 milhões (R$ 1,4 bilhão).

Jovem jogando em iPad
Jovem jogando em iPad - Nacho Doce - 19.mai.2017/Reuters

"A Wildlife demonstrou uma capacidade única e consistente de desenvolver, lançar e sustentar vários títulos de maneira eficiente em vários gêneros, resultando em uma trajetória de crescimento líder e lucrativa", afirmou Rafael Costa, sócio da Vulcan Capital, que também investiu em empresas como Epic Games e Spotify.

Discreta na comunicação, a empresa tem boa reputação entre analistas de venture capital, que destacam seu lucro desde o primeiro ano, alta capacidade de monetização e de audiência dos jogos.

Outro ponto de atenção é a maturidade no negócio. Apesar de idade inferior a uma década, surgiu na esteira da popularização do smartphone, o que já lhe deu vantagem competitiva de adaptação ao digital se comparada a outras mais tradicionais.

Fundada pelos irmãos Victor e Arthur Lazarte em 2011, a Wildlife afirmou que pretende usar os recursos do aporte para continuar investindo na aquisição e desenvolvimento de talentos e para se tornar uma plataforma de jogos para dispositivos móveis.

Dentre seus títulos mais populares, estão o "Tennis Clash" e o jogo multiplayer online "Zooba".

A companhia possui mais de 700 funcionários em seus cinco escritórios ao redor do mundo e atualmente conta mais de 100 milhões de usuários ativos em seus games, que somam 2 bilhões de downloads globais.

O investimento ocorre em um momento em que o setor de games vê um acelerado crescimento, com a empresa de pesquisa Newzoo prevendo uma alta de 10,3% na receita da área em 2020 na comparação anual, gerando US$ 6 bilhões (R$32,3 bilhões).

A maior fatia do faturamento global de games vem do mercado móvel, que movimenta quase US$ 70 bilhões ao ano, mais do que PC e console juntos, de acordo com dados da Newzoo do ano passado.

No Brasil, 70 milhões de pessoas se declaram jogadores de celular, o que reflete a criação de empresas nos últimos anos.

Outros unicórnios brasileiros são 99, Nubank, Arco, iFood, Stone, Gympass, Loggi, QuintoAndar e Ebanx.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.