Descrição de chapéu Games microsoft tecnologia

Xbox lança nuvem de jogos que substitui os próprios consoles

Tecnologia que permite games de última geração rodando no celular recebe investimento de empresas como Facebook, NVidia, Microsoft, Google e Sony

São Paulo

Dias após lançar uma nova geração de consoles, a Microsoft traz ao Brasil uma tecnologia com potencial de substituir os próprios aparelhos.

Batizado de projeto xCloud, por meio dessa tecnologia é possível acessar jogos de última geração no celular e, no futuro, em praticamente qualquer dispositivo com acesso à internet.

O período de testes para um grupo restrito de jogadores começou neste mês no Brasil —a Folha tem acesso ao sistema desde sexta-feira (20). O xCloud foi lançado em setembro em cerca de 20 países, como Canadá, França, Alemanha, Portugal, Inglaterra e Estados Unidos.

Nessa modalidade, o processamento do game é feito em nuvem. Ou seja, quem permite que o jogo seja carregado é um servidor remoto. O celular se conecta pela internet para reproduzir as imagens por streaming, como se fosse uma transmissão ao vivo de YouTube, e captar os comandos do usuário.

A exigência de conexão é maior comparada a um conteúdo em vídeo, pois é preciso também enviar os comandos do jogador. Microssegundos de atraso no sinal podem comprometer a experiência.

Não houve problemas nos testes realizados pela reportagem. Após os jogos carregarem por aproximadamente 30 segundos, passam a rodar com normalidade, mesmo nos títulos que demandam alta precisão, como “Tekken 7”.

Os games ficam em sincronia com outros dispositivos —partidas iniciadas no console puderam ser continuadas no celular sem problemas.

Se esse arranjo der certo, passa a ser desnecessário comprar máquinas novas para aproveitar os lançamentos. Os consoles da Microsoft custam entre R$ 2.799 (Xbox Series S) e R$ 4.599 (Xbox Series X).

A Microsoft declara encarar o xCloud como um complemento para oferecer mobilidade. “Consoles continuam sendo a experiência de jogo mais imersiva para a sala de estar”, afirma Bruno Motta, gerente de Xbox no Brasil. “O consumidor de entretenimento quer ter acesso ao seu conteúdo preferido em diversas plataformas”.

A prática, porém, mostra que é viável dispensar os consoles para as jogatina. As principais diferenças são inerentes ao próprio dispositivo móvel: tamanho da tela menor, bateria que descarrega e notificações de aplicativos.

Primeira a chegar ao Brasil, a Microsoft concorre com empresas como Google, Facebook, Amazon, NVidia e Sony no segmento de serviços de jogos em nuvem em mercados internacionais.

Xbox Game Pass para PC - Divulgação

A tendência mobilizou também a Apple, mas no sentido contrário. A dona do iPhone criou restrições para o serviço em seus dispositivos. Amazon, NVidia e Google ensaiam driblar a barreira da App Store com versões voltadas para os navegadores.

Serviços de games na nuvem faturaram US$ 159 milhões (aproximadamente R$ 860 milhões) em 2019, com estimativa de fechar o ano atual em US$ 356 milhões (R$ 1,9 bilhão). Se a cifra for confirmada, trata-se de um crescimento de mais de 120%, segundo dados da Newzoo, empresa de análise de jogos e e-sports.

“Especificamente na América Latina, que prioriza dispositivos móveis, esperamos que os gastos dos consumidores com games em nuvem cresçam mais de 25 vezes entre 2020 e 2023”, afirma Guilherme Fernandes, da Newzoo. Para ele, um gargalo que pode impedir o crescimento é a infraestrutura de rede precária da região.

A estimativa é que em 2023 os games na nuvem obterão receita global de US$ 3,2 bilhões (R$ 17,3 bilhões).

A Microsoft oferece o xCloud como parte da oferta do Game Pass, serviço lançado em 2017 similar à Netflix para jogos. Em setembro deste ano, a Microsoft divulgou ter 15 milhões de assinantes.

Quem tiver o pacote Ultimate, com mensalidade de R$ 45, pode pleitear uma vaga no teste do xCloud. Selecionados podem usar o xCloud em tablets e celulares Android sem custo adicional.

Salvo algum percalço, após a fase beta terminar todos os usuários Ultimate terão acesso. Segundo Motta, o período de prévia não tem data para ser encerrado.

Hoje estão disponíveis 33 jogos pela nuvem. Estão lá grandes produções, como “Batman: Arkham Knight” e “Gears 5”, além de independentes, como “Bloodstained: Curse of the Moon”.

Dois títulos foram otimizados para serem usufruídos sem controle, direto na tela do celular: “Minecraft Dungeons” e “Hellblade”. Os demais necessitam de um controle Xbox com conexão bluetooth.

Outra vantagem da nuvem é que os jogos não ocupam espaço de armazenamento do aparelho. Disponível no xCloud, “Halo: The Master Chief Collection” ocupa mais de 120 GBs no Xbox Series X.

Depois da Microsoft, quem deve trazer seu serviço para o Brasil é a fabricante de placas gráficas para computadores Nvidia. A empresa lançou o GeForce Now em fevereiro nos Estados Unidos e hoje conta com 5 milhões de usuários.

“O serviço faz todo o sentido em países como o Brasil onde o custo do hardware é elevado em razão dos impostos”, afirma Richard Cameron, presidente da empresa no Brasil.

Segundo ele, no primeiro semestre de 2021 o serviço virá ao Brasil.

Já o Facebook enxerga os games em nuvem como um complemento para as transmissões ao vivo. “O Brasil é um dos cinco países que mais assistem a streaming de jogos no Facebook. Queremos tornar cada vez mais instantânea a experiência de jogar, assistir a streamings de games e se conectar em torno dos jogos na plataforma”, diz Jason Rubin, vice-presidente do Facebook.

A plataforma Facebook Cloud Gaming está em teste em alguns estados dos EUA. A previsão é que em 2021 ocorra uma expansão a mercados internacionais. Rubin disse não ter uma data específica para o Brasil.


Como jogar games de Xbox no telefone

Para usar o xCloud você precisará de:

  • Assinatura do Game Pass Ultimate;
  • Convite para usar o serviço dado pela Microsoft
  • Dispositivo Android versão 6.0 ou posterior dotado de Bluetooth 4.0;
  • Controle Xbox;
  • Conexão à internet com ao menos 10 Mbp/s de velocidade

Passo a passo

  1. Baixar o app Xbox Game Streaming (Preview) na Google Play
  2. Conectar o controle no celular via bluetooth (ou selecionar um dos dois games otimizados para controle em tela)
  3. Iniciar o aplicativo
  4. Logar na conta Microsoft
  5. Selecionar o jogo

Os dados do jogo, como arquivo de salvamento e progresso, são sincronizados. Ou seja, uma mesma partida pode prosseguir no celular, PC ou videogame.

Principais serviços de games em nuvem (somente o xCloud está no Brasil em teste)

Empresa Serviço
Sony PlayStation Now
NVidia GeForce Now
Microsoft xCloud
Google Stadia
Facebook Facebook Cloud Gaming
Amazon Luna
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.