Trilha fica submersa após cheia do rio da Prata perto de Bonito; veja vídeo

Nível da água subiu quatro metros acima do normal e permitiu flutuação

A foto foi tirada com a câmera submersa na água do rio, voltada para a sua superfície. Nela, há dois mergulhadores, sendo um deles mais próximo e nítido na imagem. O rio tem água turquesa, e um pouco de vegetação marinha na parte inferior
Mergulhador em trecho do rio da Prata em Jardim, em Mato Grosso do Sul - Marcelo Krause/Divulgação
São Paulo

O aumento atípico do nível do rio da Prata, em Jardim, em Mato Grosso do Sul, deixou parte da margem submersa a quatro metros acima do nível normal, no dia 15 de fevereiro.

O vídeo foi gravado pelo instrutor que monitora o passeio, gerido pela Recanto Ecológico Rio da Prata. Segundo a empresa, o fenômeno foi causado pelas fortes chuvas que atingiram a região na última semana.

Esta não é a primeira vez que a elevação acontece, sendo que última aconteceu há cerca de três anos.

De acordo com a Recanto Ecológico, com o aumento do nível da água, a vazão do rio tende a ficar mais lenta e represar em algumas áreas.

Por conta da conservação da mata ciliar nas margens do rio, a água manteve-se transparente, o que sustentou que o solo permanecesse intacto.

Porém, no final do dia, a água já tinha voltado ao nível normal.

O passeio ao rio da Prata é um dos mais conhecidos da região de Bonito, a cerca de uma hora e meia de Jardim. No dia, os visitantes fizeram parte do percurso da trilha a nado.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.