Área 'secreta' da Abadia de Westminster, em Londres, é aberta ao público

Museu em andar intermediário da igreja irá expor itens raros da coleção real

Vista superior da abadia de Westminster a partir do segundo andar da igreja, onde fica o novo museu.
Visão superior da abadia de Westminster, que fica no centro de Londres, onde serão instaladas as Galerias do Jubileu de Diamante da rainha; andar é inédito ao público e mostrará cerca de 300 objetos da coleção real - Frank Augstein/Associated Press
Londres | Reuters

Área até então considerada secreta na abadia de Westminster, em Londres, as galerias do jubileu de diamante da rainha Elizabeth 2ª poderão ser visitadas a partir de 11 de junho.

O espaço fica no andar superior da igreja, conhecido como trifório, que funcionou como depósito até 2015, quando foi aprovado o projeto para acrescentar uma torre no exterior da abadia para dar acesso ao andar superior. Este foi o primeiro acréscimo na fachada desde 1745.

O investimento na restauração do espaço foi de £ 23 milhões (R$ 115 milhões), bancados pela própria abadia e doações.

Ali serão exibidos cerca de 300 itens da coleção da coroa, como um altar do século 13, joias e até a licença de casamento do príncipe William com Kate Middleton.

As visitas são apenas com hora marcada. O ingresso para o museu custa £ 5 (R$ 25), mas a entrada só é permitida com o ingresso para a abadia, que custa £ 22 (R$ 110).

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.