Montanha-russa elástica puxa nova atração da Disney em Orlando; veja vídeo

Estrela da Toy Story Land, a ser aberta no sábado, é brinquedo que reproduz efeito mola do cachorro do filme

Montanha russa vista de cima
Montanha russa inspirada no cachorro Slinky, em nova área do Hollywood Studios, na Disney - Divulgação
Alexandra Moraes
Orlando (EUA)

​A ideia da mais nova atração da Disney World, Toy Story Land, é colocar o visitante dentro do quintal do menino Andy, o dono dos brinquedos que protagonizam a série de filmes "Toy Story".  

​​Para isso, o parque Hollywood Studios dedicou uma área de 44 mil metros quadrados em torno de onde já ficava o jogo Toy Story Mania, agigantou blocos de madeira, lápis de cor e canudinhos e deu aos visitantes a impressão de serem da altura dos bravos (e mínimos) soldadinhos verdes de brinquedo.

 
Mandões e sempre alertas, como no filme, os soldadinhos são dos grandes trunfos do novo espaço, onde aparecem na pele, bem pintada de verde, de atores do parque.

A inauguração oficial ocorreu nesta sexta (29), com a presença do ator Tim Allen (a voz de Buzz Lightyear na versão original da animação da Pixar). 

Para Bob Chapek, presidente da divisão de parques, experiências e produtos da Disney, a abertura de Toy Story Land “representa um grande passo na evolução do Hollywood Studios, que passa de um lugar que leva os visitantes aos bastidores para o local em que as pessoas são colocadas no meio da ação”.

O novo espaço, que será liberado ao público no sábado (30), engloba três brinquedos principais. Além de uma reformulação do entorno do próprio Toy Story Mania, um jogo de tiro ao alvo em 3D, chegaram os Alien Swirling Saucers e o Slinky Dog Dash.

O primeiro parece bem mais sem graça do que realmente é. As naves dos alienzinhos de três olhos giram e, de fora, parecem versões um pouco mais estilizadas dos carrinhos bate-bate. Do lado de dentro, porém, com o cinto de segurança apertado, os giros são rápidos, e as pequenas naves iniciam um balé desajeitado de rotação e translação, em que as órbitas que parecem que vão se chocar a qualquer momento.

Mas a grande estrela da nova área é a que transforma numa montanha-russa o cachorro Slinky, aquela cabeça de basset unida à sua cauda por uma mola que quase arrasta no chão.

Para tentar reproduzir no brinquedo do parque o efeito da mola do brinquedo do filme, os "imagineers" (engenheiros, artistas, arquitetos e designers que colocam as ideias do parque de pé) tiveram de buscar um novo sistema, em que uma parada da montanha-russa desse ao visitante a impressão de que ela estivesse se esticando para trás e depois se soltando de modo desenfreado.

“Os brinquedos para os quais criamos tecnologias novas são os mais desafiadores, e esse é um desses casos”, diz Lysa Migliorati, arquiteta que é gerente de projetos e uma das “imagineers” dos parques da Disney. Nascida em Recife e criada no Rio, ela começou a trabalhar na Disney há cerca de 20 anos, na criação do Animal Kingdom Lodge, o hotel de temática africana dentro do parque da Disney inspirado em “O Rei Leão”.

Toy Story Land levou três anos em construção, segundo Lysa, e requer também uma visita noturna.

“O projeto de iluminação dessa área é especial. São luzinhas como as de árvore de natal, mas que parecem gigantes porque estamos na escala dos brinquedos”, diz Lysa. “O mais importante aqui é conseguirmos trazer o visitante totalmente para dentro desse mundo.”

A jornalista viajou a convite da Walt Disney World

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.