Festa judaica leva comidas e danças típicas à região da avenida Paulista, em SP

Evento gratuito acontece no domingo (2) e celebra os 70 anos da fundação de Israel

São Paulo

​Neste domingo (2), membros da comunidade judaica de São Paulo celebram os 70 anos da fundação de Israel com uma festa na praça Alexandre de Gusmão, perto do parque Trianon, na região da avenida Paulista.

Será a segunda edição do Fest Shalom, evento gratuito com comidas e danças típicas. A festa aconteceu uma única vez em 1991, às vésperas do ano-novo judaico (celebrado em meados de setembro). Neste ano, a comunidade decidiu recuperar o nome. A ideia é aproximar os paulistanos das tradições do povo judeu.

“A comunidade ainda não tem nenhuma festa na cidade como a da Achiropita [católica], por exemplo”, diz Jairo Roizen, membro da Federação Israelita e um dos organizadores do evento. A intenção, segundo ele, é que o Fest Shalom passe a fazer parte do calendário da cidade.

O evento acontece das 10h às 18h. Estão previstas apresentações de danças israelenses, como as do grupo Chaverim, formado por pessoas com deficiência. O espetáculo está programado para começar às 10h30.

Grupo Chaverim, que se apresentará na Fest Shalom de 2018
Grupo Chaverim, que se apresentará na Fest Shalom de 2018 - Alex Sandro/Divulgação

Também devem acontecer uma demonstração da luta krav maga, às 14h, e um show da DJ israelense Meital Barzilay, às 16h.

Os visitantes poderão degustar comidas típicas de Israel, como o falafel, bolinho frito feito com grão-de-bico, e o varenike, massa cozida recheada de batata.

Além de pratos tradicionais, haverá barracas de sushi e tapioca kosher (que seguem as leis do judaísmo). "Queremos tirar a ideia de que os produtos kosher fazem parte apenas dos pratos típicos", explica Roizen.

Uma feira de artesanato com peças produzidas por membros da comunidade também fará parte da festa. De acordo com Roizen, estarão à venda peças como os hamsas, amuletos no formato de uma mão, até quadros vendidos pela entidade Arte e Artistas, que arrecada fundos para projetos sociais.

A companhia aérea israelense El Al terá um estande com opções de turismo no país, e a ONG de educação StandWithUs levará seus membros para explicar questões geopolíticas envolvendo Israel.

Ao final da festa, os visitantes poderão assistir ao acendimento da primeira vela do Hanukkah (ou Chanuca), festividade judaica.

Outras informações do Fest Shalom estão nesta página.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.