Surfista indica cinco lugares para praticar standup paddle no Brasil

Litoral norte de São Paulo é destaque com duas praias boas para o esporte

Homem em prancha no mar, com braços abertos, e pôr do sol ao fundo
O surfista Wellington Reis, 26, pratica standup paddle na praia de Camburi, em São Sebastião (SP) - Wellington Reis/Arquivo Pessoal
São Paulo

​O surfista Wellington Reis, 26, teve o primeiro contato com o mar aos 10 anos, ao se mudar de Sergipe para São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

Ele surfa desde os 12 anos e se especializou na modalidade standup wave, o surf com remo. Mas, para manter a forma, também ​pratica o standup paddle (SUP), que se diferencia por não tentar vencer as ondas, mas percorrer distâncias em águas calmas, em pé na prancha, com o auxílio do remo. 

“É bom para fortalecer a musculatura, porque pega todas as partes do corpo”, diz.

Abaixo, Reis indica cinco lugares para praticar a modalidade paddle no litoral brasileiro.

 

Praia de Camburi
São Sebastião (SP)
Nos dias de mar calmo, é perfeita para a prática, e dá para remar vendo o pôr do sol. Tem um rio que divide Camburi e Camburizinho que é ótimo para quem está começando no esporte. Depois que aprende, é só partir para o mar

Praia do Sapê
Ubatuba (SP)
É perfeita pra fazer standup paddle. Tem algumas ilhas ao lado que você pode ir remando, e tem competições de remada também

Cabo Frio
Rio de Janeiro
Tem águas cristalinas e calmas, parece o Caribe. A água é gelada, mas como o clima lá é bem quente, não atrapalha. Para praticar o SUP, o melhor horário é pela manhã, quando há menos vento

Costa do Sauípe
Mata de São João (BA)
Por ali há uma lagoa protegida pelo vento, com um barranco ao lado, boa para quem está começando no esporte. Para quem quiser se arricar na modalidade wave, tem o mar agitado logo ao lado

Praia do Francês
Marechal Deodoro (AL)
Há uma faixa de corais que forma uma piscina natural, perfeita para remar. E você também pode levar a máscara de mergulho e observar os peixes. É um lugar incrível, com água quente e cristalina

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.