Descrição de chapéu Global Media

Veneza vai cobrar até 10 euros de todos os turistas

Nova medida prevê cobrança de taxa mesmo de que só passe o dia na cidade

Turistas em Veneza
Turistas em Veneza - Shutterstock/via Global Media

Os turistas que pretendem visitar Veneza poderão pagar até 10 euros para entrar na cidade, após uma nova medida ter sido aprovada pelo governo italiano.

De acordo com o jornal italiano La Repubblica, a nova regra deve substituir a atual taxa de alojamento, que vai de € 1 (R$ 4,30) a € 5 (R$ 21,40) a cada noite de hospedagem, dependendo de quantas estrelas tem o hotel. A ideia agora é que todos os visitantes, mesmo aqueles que não pernoitem na cidade, sejam taxados.

Dependendo da época do ano, o valor da cobrança deverá variar de € 2,50 (R$ 10,70) a € 5 (R$ 21,40) por pessoa, mas na alta temporada poderá chegar a € 10 (R$ 42,80). A taxa visa diminuir o número de turistas (são mais de 30 milhões por ano) e os problemas decorrentes do excesso de visitantes, como a quantidade de lixo produzida. 

Atualmente, os turistas que só passam o dia na cidade, como os que chegam em cruzeiros e em excursões de ônibus, não pagam nenhuma taxa. 

 

As autoridades de Veneza ainda não revelaram de que forma a nova medida vai ser aplicada, mas é possível que o valor seja cobrado em passagens de avião, de navio ou de qualquer transporte terrestre.

 

Segundo o La Repubblica, o governo italiano acredita que a nova medida levará a uma arrecadação anual de € 40 milhões (R$ 171 milhões) a  € 50 milhões (R$ 214 milhões). A ideia é que esse dinheiro seja usado no restauro de monumentos e na zeladoria da cidade. Em 2017, 10 milhões de visitantes pagaram a taxa turística hoteleira.

Após o anúncio da nova medida, o prefeito da cidade, Luigi Brugnaro, publicou uma mensagem no Twitter: "Vamos estudar uma regulação que proteja quem vive, estuda e trabalha em Veneza".

Esta não é a primeira lei ou medida que Veneza aplica para tentar controlar o excesso de turistas. Em setembro de 2018 já tinha sido aplicada uma lei que impedia os visitantes de se sentarem no chão, com multas entre € 50 (R$ 214) e € 500 (R$ 2.140).

Leia mais em Volta ao Mundo

Global Media
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.