Nova York terá o mirante a céu aberto mais alto do Ocidente

Ponto de observação faz parte de complexo imobiliário que vai custar R$ 106,7 bilhões

Mirante em área externa de prédio
Projeção de como será o mirante Edge, em uma das torres do Hudson Yards, em Nova York - Divulgação
São Paulo

​​A cidade de Nova York vai ganhar um mirante a 325 metros de altura, no 100º andar de uma das torres do empreendimento Hudson Yards, em Manhattan. 

O ponto de observação, chamado de Edge, será o mais alto a céu aberto do Ocidente —cinco metros acima do mirante do Empire State, na mesma cidade. 

Sua estrutura se assemelha a uma sacada em formato triangular, com paredes de vidro, que permitem a observação da cidade. No andar superior ao mirante será aberto um bar e restaurante.

A data de inauguração e o valor dos ingressos para acessar a atração ainda não foram divulgados, mas, segundo a rede de notícias CNN, grupos serão recebidos no primeiro trimestre de 2020.

Já é possível agendar as visitas pelo email groups@hudsonyardsnewyork.com. 

O Hudson Yards é anunciado como um novo bairro para a cidade e vai reunir apartamentos, escritórios, hotel, centro cultural, praça pública, cem lojas e 25 restaurantes.

Uma parte do empreendimento, que não inclui o Edge, será aberta nesta sexta (15). 

O complexo, na região do West Side de Nova York, é a maior construção privada já feita nos Estados Unidos. A previsão é que a obra tenha um custo de US$ 28 bilhões (R$ 106,7 bilhões). 

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.