Descrição de chapéu Álbum de viagem

Engenheiro francês larga carreira para fotografar desertos

Léo Coulongeat, 28, tirou período sabático do trabalho para capturar esses ambientes

Brenda Zacharias
São Paulo

Em 2017, o engenheiro francês Léo Coulongeat, 28, decidiu tirar um período sabático do trabalho em uma empresa no ramo da saúde para conhecer desertos. 

Ele tinha acabado de voltar de roadtrips pelo Saara, no Marrocos, e por parques nacionais americanos na Califórnia e no Arizona. “Quando cheguei em casa e vi as fotos, fiquei com vontade de conhecer outros desertos”, diz ele.

As viagens transformaram o hobby de fotografar em trabalho e culminaram no projeto “From desert”. Nele, busca mostrar as paisagens e a vida de quem habita essas regiões.

"Muitos acham que são lugares chatos, formados só de dunas. Na verdade, elas representam só 20% do que existe neles; há também formações rochosas e cânions incríveis", afirma.
 

Coulongeat já visitou 13 desertos em países como Peru e Egito. Segundo ele, suas maiores dificuldades são as físicas, já que, nesses locais, a temperatura pode ir de -10ºC a 30ºC no mesmo dia.

O projeto vai virar livro, ainda sem previsão de lançamento. Por enquanto, as fotos estão no site erisphere.com.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.