Descrição de chapéu Destinos

Museus renovam roteiro de ruínas clássicas em Atenas

Centro cultural à beira-mar junta parque, restaurantes e biblioteca histórica

Adele Santelli
Atenas

Nem tudo são ruínas em Atenas. Sim, os monumentos históricos ainda atraem milhares de visitantes todos os anos, mas o novo também tem espaço na capital grega.

Finalizado em 2016, o Centro Cultural da Fundação Stravros Niarchos, localizado em Caliteia, na Grande Atenas, pode render um dia inteiro de passeio. O complexo, construído em uma área de 200 mil metros quadrados, se conecta com o mar e conta com bares, restaurantes, cafés, um parque e um espelho d’água. A entrada é gratuita.

No ano passado, o espaço, projetado pelo arquiteto italiano Renzo Piano, passou a abrigar o acervo da Biblioteca Nacional da Grécia. Tours, também gratuitos, levam o turista para conhecer a área que abriga os livros e o centro cultural como um todo.

O Museu da Acrópole, cuja reforma completa uma década neste ano, é mais uma faceta do novo em Atenas.

Já na entrada, o visitante pode ver, através de um piso de vidro, ruínas da cidade antiga, em sua maioria santuários construídos nas encostas da Acrópole. Durante o verão (alta temporada), paga-se € 10 (R$ 44) para entrar.

O espaço reservado para exposições tem 14 mil metros quadrados ao todo, e o acervo completo conta com 4.000 peças, incluindo pedaços originais da Acrópole.

O último andar do edifício, com janelas que vão do teto ao chão, funciona como uma espécie de mirante, com vista para a própria Acrópole.

Para ver mais de perto esse marco da história ateniense, vale deixar uma tarde inteira livre e se programar para estar lá na hora do pôr do sol. 

Calçados confortáveis ajudam a enfrentar a subida até o Parthenon, a mais marcante construção da cidadela, erguida a mando do então imperador Péricles, que também abriga o bem conservado Templo de Hefesto, com sua colunas intactas, e o Museu Estoa de Átalo, reconstruído nos anos 1950, a partir do projeto original, de 150 a.C..

Durante o verão, o ingresso custa € 20 (R$ 88). Há a opção de comprar um combo por € 30 (R$ 132), que dá direito a visitar oito atrações, incluindo a Ágora Romana, a Biblioteca de Adriano e o Templo de Zeus Olímpico.

Além dos monumentos, vale bater perna (aproveite os calçados confortáveis) pela região que circunda a Acrópole, conhecida como Filopappou. 

Uma das marcas do pequeno bairro são suas ruas de paralelepípedo, por onde só transitam pedestres.
Por lá, há pequenas lojas, comércio de rua, artistas e muita gente. Há diversos lugares para comer, de restaurantes a lanchonetes, com preços que variam de € 5 a € 15 (ou de R$ 22 a R$ 66). 

Ainda nas cercanias da Acrópole, mas na direção oposta à de Filopappou, fica a praça Monastiraki, tradicional ponto de encontro de turistas e de moradores da capital. O local é rodeado por cafés, bares, lojas de suvenir e camelôs.

A praça fica quase colada na Biblioteca de Adriano, construída entre os anos de 134 a.C. e 132 a.C., a mando do imperador de mesmo nome. Se você comprou o ingresso que dá direito a conhecer vários monumentos, aproveite para dar uma parada.

Ou siga pela rua Athinas, que começa na Monastiraki, em direção ao Mercado Municipal Central. A via é tomada pelo cheiro de estabelecimentos que vendem desde azeitona até cabeça de carneiro.

 

A dois quarteirões do mercado, a história (desta vez, mais recente) de Atenas volta a dar as caras. A Biblioteca Nacional da Grécia vale a visita. Erguida ao longo do século 19, foi inaugurada no ano de 1832 e faz parte da trilogia de prédios neoclássicos da cidade, composta ainda pela Universidade Nacional Capodistriana e a Academia de Atenas. Juntos, os edifícios são considerados os principais representantes do estilo arquitetônico na capital grega.

E caso a sua visita à Grécia se restrinja a Atenas, não se preocupe. Mesmo sem viajar para as ilhas do país, dá pra curtir uma praia. A Riviera de Atenas não faz feio.

A cerca de 40 minutos de carro do centro, a cidade de Glyfáda dá uma palinha das famosas águas azul-turquesa encontradas em Mykonos e Santorini, entre outras.

Além de areias limpas, águas calmas e calçadões cercados por árvores, a vantagem de Glyfáda são as praias menos concorridas, com trechos de areia mais reservados.


O que fazer na capital grega

Pegue o ônibus turístico Os famosos veículos de dois andares, além de garantirem uma visão geral da cidade, funcionam bem como transporte. Dá para conseguir, por € 12 (R$ 53), um pacote para dois dias de uso

Visite museus É difícil competir com o apelo dos sítios arqueológicos, mas reserve um tempo para essas atrações. Muitas das peças expostas nos espaços são originais. Além do museu da Acrópole, a cidade abriga o Museu Bizantino, o de Arte Popular, o da Guerra, o Arqueológico de Atenas e a Pinacoteca Nacional, entre outros

Acompanhe a troca da guarda Acontece aos domingos, às 11h, em frente ao Parlamento Helênico, perto da Acrópole. A apresentação lembra uma coreografia, com passos muito bem executados pelos guardas. Todos os dias, de hora em hora, também é possível acompanhar a troca de soldados presidenciais

Aproveite a vista Explore as diversas coberturas da cidade, principalmente à noite. Muitos hotéis e bares têm rooftops, e boa parte deles dá vista para a Acrópole

Caminhe  Comece pelo Jardim Nacional e siga pelos caminhos sombreados que abrigam mais de 500 espécies de plantas. Continue pelo jardim de Zappeion, onde é possível tomar um café, e termine no estádio Panatenaico, um dos mais antigos do mundo, construído em madeira em 330 a.C., e depois, revitalizado todo em mármore branco


PACOTES

€ 425 (R$ 1.878) 
1 noite em Atenas, no Four Seasons (fourseasons.com)
Hospedagem no recém-inaugurado Four Seasons de Atenas, em quarto duplo, com café da manhã. Preço para o casal. Não inclui passagens aéreas

R$ 4.678 
6 noites em Atenas, Olímpia, Delfos e Kalambaka, na CVC (cvc.com.br)
Três noites em Atenas, uma em Olímpia, uma em Delfos e uma em Kalambaka. Saída em 5 ou 12 de agosto. Hospedagem em quarto duplo, com café da manhã e três jantares. Inclui passeios pelas cidades com guia e traslados. Sem passagem aérea

R$ 4.884
6 noites em Atenas, Olímpia, Delfos e Kalambaka, na Maringá Turismo (maringalazer.com.br)  
Saída em 7 de outubro. Três noites em Atenas, uma em Olympia, uma em Delfos e uma em Kalambaka. Hospedagem com quarto e café damanhã. Inclui passeios nas cidades, traslados e três refeições. Sem aéreo

US$ 1.650 (R$ 6.501) 
6 noites em Atenas e Mykonos, na Pisa Trekking (pisa.tur.br
Três noites em Atenas e três em Mykonos. Hospedagem em quarto duplo, com café da manhã. Inclui passeios. Sem passagem aérea

€ 1.600 (R$ 7.072) 
9 noites em Atenas, Mykonos e Santorini, na Tereza Cristina Ferrari (terezaferrariviagens.com.br
Três noites em Atenas, três em Mykonos e três em Santorini. Hospedagem em quarto duplo, com café da manhã. Inclui traslados e transporte entre as ilhas. Sem passagem aérea

US$ 1.976 (R$ 7.785) 
8 noites em Atenas, Mykonos e Santorini, na Venice Turismo (veniceturismo.com.br)
Três noites em Santorini, três em Mykonos e duas em Atenas. Hospedagem em quarto duplo, com café da manhã. Inclui passeios e traslados. Sem aéreo

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.