Descrição de chapéu Álbum de viagem

Artista cria cidades imaginárias com colagens de fotos

A fotógrafa Letícia Lampert combina na mesma imagem prédios de metrópoles como São Paulo e Xangai

Brenda Zacharias
São Paulo

Quando morou em Xangai, na China, entre 2015 e 2016, a fotógrafa gaúcha Letícia Lampert, 41, ficou surpresa com a arquitetura local. A paisagem da metrópole chinesa era parecida com a de sua cidade natal, Porto Alegre.

“Só conseguia me lembrar daquela tese de que, no mundo moderno, os lugares são todos iguais, só mudam os nomes dos aeroportos”, diz ela, em referência ao romance “As Cidades Invisíveis” (1972), do italiano Italo Calvino. 

Durante sua estadia de seis meses no país, ela começou a misturar pedaços de fotos de Xangai com imagens de Porto Alegre e de São Paulo. Assim surgiu a série “Random City” (cidade aleatória), projeto no qual cria colagens a partir de registros feitos em viagens.

Prédios e ruas de cidades como São Paulo, La Paz (Bolívia), Paris e Nova York se misturam sem serem identificados.

É como um quebra-cabeça: nas horas livres, a fotógrafa revisita seu acervo buscando semelhanças entre as fotos antigas e as novas até encontrar pontos de encaixe.

As montagens são divulgadas no Instagram @city.random. Um trecho da série, sem previsão de conclusão, será exibido na mostra coletiva Bloomsday, no dia 15 de junho, no Estúdio Lâmina, na avenida São João, 108, São Paulo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.