Descrição de chapéu Álbum de viagem

No interior do Ceará, músico faz banquete para cachorros há 34 anos

Organizada pelo mestre João Bosco, celebração é pagamento de promessa a São Lázaro, protetor dos enfermos

Danae Stephan
São Paulo

Todo dia 14 de dezembro, há 34 anos, acontece em Juazeiro do Norte (CE) um banquete pouco convencional, na qual os convidados são os cachorros da cidade. 

Quem organiza a festa é o mestre João Bosco, 64, de uma banda cabaçal , conjunto musical típico do interior cearense, com pífano e zabumba. A celebração é o pagamento a uma promessa feita a São Lázaro, protetor dos enfermos e muito festejado na região, em especial por pessoas que contraíram hanseníase.

É o caso do mestre João Bosco. Ele conta que sua perna não foi amputada, em um agravamento da doença, graças à sua fé no santo. Ali ele prometeu que festejaria todos os anos o dia de Lázaro com uma grande festa para os cachorros do bairro ou de onde vierem. 
 

Um cortejo com a imagem do santo percorre as ruas de Juazeiro e termina com um almoço na casa do mestre. Sobre uma toalha no chão, a comida é servida em pratos ou bandejas, e João Bosco come com seus convidados.

Aqui, o olhar do fotógrafo cearense Samuel Macedo, que registra tradições da sua região há mais de 20 anos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.