Descrição de chapéu Coronavírus

China reabre pontos turísticos após fim do pico de Covid-19

Partes da Grande Muralha e santuário de pandas voltaram a receber visitantes na última semana

São Paulo

Depois de cerca de dois meses em quarentena por causa da pandemia do novo coronavírus, a China vai, aos poucos, voltando à normalidade. E isso inclui a reabertura de atrações do país.

Na última semana, o governo permitiu que turistas, embora ainda de maneira controlada, voltassem a visitar partes do setor mais popular da Grande Muralha, chamado Badaling.

No primeiro dia após a reabertura, terça (24), a atração recebeu cerca de mil pessoas —normalmente, são 60 mil.

No sudoeste do país, também foi reaberta a Base de Pesquisa de Reprodução do Panda Gigante de Chengdu, destino popular para quem gosta desse animal que é símbolo da China.

Por ora, a visita é controlada, limitada a até 5.000 pessoas por dia, que devem apresentar certificados provando que estão saudáveis.

Até a província de Hubei, origem da pandemia, retomou a operação de 130 atrações, como a muralha da cidade de Jinghzou, que foi reaberta na quarta-feira (25).

Ao que tudo indica, a China já passou pelo momento mais crítico da epidemia. O país teve, até quarta-feira (1º), 82.361 infectados e 3.316 mortos pela Covid-19.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.