Transforme seu quarto em uma suíte de luxo durante a pandemia

Reproduzir o ritual de arrumação dos hotéis é um bom jeito de desligar do trabalho e entrar em modo relaxamento

Danae Stephan
São Paulo

Luz indireta, travesseiro de plumas e uma cama impecavelmente arrumada estão entre os detalhes que tornam a estadia em um hotel de luxo uma experiência única.

Algumas redes também investem em sua própria fragrância, outras têm playlists feitas sob medida. “Antes que a pandemia do coronavírus se espalhasse pelo mundo, já havia uma tendência à personalização desses itens”, afirma a arquiteta Consuelo Jorge, de São Paulo.

No Emiliano, um dos mais luxuosos empreendimentos da capital, o hóspede diz, já na reserva, qual o estilo musical e os aromas favoritos, para que sua suíte seja preparada segundo suas preferências.

“Agora que passamos mais tempo dentro de casa, criar um ambiente reconfortante ficou ainda mais importante”, diz Brad Harrell, diretor de serviço de limpeza do Four Seasons Washington, nos EUA.

Para os especialistas, reproduzir o ritual dos hotéis é uma forma de fazer a transição do trabalho ou dos afazeres domésticos para o momento de relaxamento, preparando o organismo para a hora de dormir.

Tudo começa na cama: dê preferência a lençóis de algodão e combine com um bom edredom, todos bem passados e esticados. Para turbinar o colchão, invista num “pillow top” (cobertura) de plumas.

“Remova as dobras do edredom borrifando uma ‘nuvem’ de água, e então o estique com as mãos”, ensina Harrell. Se quiser um aroma suave, misture algumas gotas de essência da sua preferência na água.

“Isso é algo que eu aprendi em viagens e uso em casa: todas as noites, passo uma fragrância sobre a cama”, diz Gisella Depiné Poffo, youtuber e apresentadora do programa “Sonho e Destino”, do canal Mais Globosat.

No banheiro, ela usa toalhas de banho de cores complementares e deixa duas de rosto sobre o balcão do lavatório. “O banheiro fica com outra cara”, diz.

“Um roupão pendurado, um aroma especial e uma ducha potente completam o banheiro”, diz a arquiteta Karina Korn, de São Paulo.

Outra sugestão é espalhar velas aromáticas e ervas. “A ideia é criar uma memória olfativa que remeta ao descanso”, diz Florence Carcassonne, gerente do La Sivolière, em Courchevel, na França.

Iluminação indireta é outro ponto importante. “Os hotéis, em geral, não têm luz no teto. Eles usam abajures, arandelas e luminárias altas, todas com luz mais difusa e quente”, diz Karina. No banheiro, lâmpadas coloridas para cromoterapia são uma opção.

Celso do Valle, diretor do Palácio Tangará, em São Paulo, sugere completar os preparativos com flores na cabeceira da cama, uma moringa com água aromatizada, chocolate ou frutas e, em ocasiões especiais, um bom champanhe.

Barulhinho bom

Uma música ambiente também pode ajudar a relaxar. Cada hotel boutique da rede brasileira Casa Hotéis, da Serra Gaúcha, tem sua própria playlist, criadas pelo diretor de marketing Rafael Peccin.

Ele indica uma mistura de jazz, soul e chill out, em versões remasterizadas e tranquilas, além de muita bossa-nova. “Sempre com uma pegada de ritmo agradável, animada, mas que não chega a ser dançante. Para ouvir a qualquer momento e se sentir bem”, explica.

Aqui, as playlists dos hotéis da rede no Spotify:

Casa da Montanha (Gramado)

Wood Hotel (Gramado)

Petit Casa da Montanha (Gramado)

Parador (Cambará do Sul)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.