Descrição de chapéu Eleições 2018

Entenda a chapa tríplex, estratégia do PT para manter discurso de Lula e lançar Haddad

Estratégia do partido é levar a candidatura o mais longe possível

De Brasília

​No dia 5 de agosto, minutos antes do fim do prazo da Justiça Eleitoral para a oficialização dos candidatos, o PT anunciou Fernando Haddad como vice na chapa do ex-presidente Lula ao Planalto. 

Manuela D'Ávila, do PCdoB, aparece como espécie de vice do vice, criando o que os próprios petistas estão chamando, ironicamente, de chapa tríplex, com Lula, Haddad e Manuela.

"O discurso é uma estratégia do PT para levar a candidatura de Lula o mais longe possível", explica Marina Dias, repórter da Folha

Condenado e preso em Curitiba, o ex-presidente articulou e chancelou todos termos da negociação entre PT e PCdoB. Nele, ficou estabelecido que Manuela retiraria sua pré-candidatura ao Planalto e ficaria na reserva da chapa do PT até a situação de Lula ser resolvida na Justiça.

No cenário otimista, no qual nenhum petista acredita mais, Lula seria liberado para concorrer e então Manuela entraria no lugar de Haddad.

No cenário mais provável, se o TSE declarar Lula inelegível, Haddad assume a cabeça de chapa e, aí sim, Manuela será oficializada sua vice, como explica a jornalista neste vídeo da série Sua Política, produzida pela TV Folha.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.