A cerâmica certa para cada tipo de piso

Cada vez mais variadas e coloridas, os mostruários de cerâmicas para piso deixam qualquer um em dúvida. Saiba como escolher a certa

Alguns cuidados

Além da parte estética, leve em conta também a metragem do ambiente e seu uso

As peças grandes, que medem até 90 x 90 cm, estão em alta e exigem menos rejunte, deixando a superfície lisa e uniforme

Mas se o ambiente demanda muitos recortes no piso em função da existência de balcões fixos, colunas e nichos, melhor optar pelas peças menores, com tamanho até 60 x 60 cm

Sigla PEI

PEI classifica as cerâmicas em relação à resistência da camada decorativa. A escala vai de 0 a 5 – quanto maior o PEI, mais resistente a cerâmica

As de PEI 0, por exemplo, são indicadas apenas para paredes, enquanto as de PEI 5 são ideais para ambientes externos, com maior tráfego

Quem desrespeita essa regra corre o risco de ver as peças desgastadas em pouco tempo 

Coeficiente de atrito

Esse é outro fator que deve ser levado em conta. Ele atesta a resistência ao escorregamento na presença de água ou em superfícies inclinadas

O porcelanato, por exemplo, tem coeficiente menor do que 0,4, considerado baixo – se o piso ficar molhado, é tombo na certa

Áreas molhadas como o banheiro pedem cerâmicas de nível intermediário (0,4 a 0,7)

Já as rampas e áreas externas, onde o risco de escorregões é bem mais alto, exigem peças rugosas de textura áspera, com coeficiente de atrito maior do que 0,7

A desvantagem é que esse tipo de cerâmica mancha facilmente, por isso não é recomendado para o interior da casa

Saiba também como limpar cada tipo de piso:

Sua assinatura ajuda a Folha a seguir fazendo um jornalismo independente e de qualidade

Veja as principais notícias do dia no Brasil e no mundo

TEXTOS

Sobre Tudo

IMAGENS

Danilo Verpa/Folhapress
Unsplash
Luis Gomes

PRODUÇÃO DE WEB STORIES

Vitória Macedo