São Paulo, segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

JUCA KFOURI

Mais um domingo à paulista


Duas vitórias em casa de Santos e Palmeiras e dois empates fora que poderiam ter final até mais feliz


O SANTOS jogou 25 minutos impecáveis no primeiro tempo e, sob a batuta de Petkovic, com a participação significativa de Pedrinho, construiu convincente vitória sobre o Sport (2 a 0), no sábado, na Vila Belmiro.
No domingo, bem menos impecável e diante de um Flamengo todo desfalcado, o Palmeiras também fez por merecer sua vitória por 2 a 1, que lhe permite sonhar com vôos mais altos apesar da dificuldade em se livrar da surpreendente marcação adversária, coisa que jamais foi a marca rubro-negra.
Já o Corinthians teve a vitória nas mãos em Caxias do Sul e não soube segurá-la, embora também tenha ficado perto de sofrer a derrota.
O 2 a 2 com o Juventude não chega a ser ruim para o alvinegro que também é tão surpreendente que teve em Gustavo Nery seu principal jogador, além de ter visto a primeira grande falha de Felipe com sua camisa, no primeiro gol gaúcho.
O líder São Paulo fechou o domingo no Serra Dourada, com o país todo contra ele, como é de lei.
E tentou jogar à sua moda. Truncou o que pôde a partida, mas sentiu a falta de Josué, pois não teve o domínio do meio de campo e até bola no travessão tomou. Só que foi melhor no segundo tempo e mereceu vencer num 0 a 0 que significou sua 13 partida sem sofrer gols.

DIVINA DANÇA
Você sabia que dois anos antes da invenção da bicicleta, em 1865, já tinha metrô em Londres? Ou que originalmente o goleiro podia pegar a bola com a mãos em qualquer lugar do campo? Ou que o Torneio Rio-São Paulo foi criado por Getúlio Vargas para aplacar a rivalidade entre os dois Estados após a "Revolução de 1932"? Aliás, você sabe por que gosta tanto de futebol?
Encontre as respostas e muito mais no extraordinário livro "A dança dos deuses - Futebol, Cultura e Sociedade", do professor da USP Hilário Franco Júnior, pela Companhia das Letras, aqui já recomendado por José Geraldo Couto, que sabe das coisas.

O BLOG DO PAULINHO
Paulo Cezar de Andrade Prado é o Paulinho. Tem 35 anos, é estudante de jornalismo e trabalha feito um doido, como motoqueiro, pois tem filho para criar.
Faz pouco tempo que o conheço.
Um dia apareceu na rádio CBN e se apresentou como quem tinha fundado uma comunidade na Orkut (que não visito) em torno do nome deste colunista.
Ele tem um blog que anda contando os podres (tantos!) do Corinthians, clube que freqüenta desde criança e que conhece muito bem.
Paulinho nasceu para ser repórter, não há a menor dúvida. E pelo que tem contado, nem sempre com nomes, mas com investigação e verdade, vem recebendo ameaças ultimamente. É que tem ex-vices-presidentes no Parque São Jorge fazendo de tudo para que as investigações em torno da gestão de Alberto Dualib não os atinja e ficam nervosos quando lêem sobre seus temores. E o blog tem publicado.
Por mais que este escriba esteja convencido, por experiência própria, de que cães que ladram não mordem, fica o registro.
O Paulinho não está só e seu blog merece ser visitado no endereço http://oblogdopaulinho.zip.net.


Texto Anterior: Mundial Sub-17: Argentina só empata, e Brasil joga amanhã
Próximo Texto: Palmeiras se reconcilia com a torcida
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.