São Paulo, terça-feira, 04 de setembro de 2007

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

VIOLÊNCIA
CAPITÃ DA PM ESCAPA APÓS SER SEQÜESTRADA

Uma capitã da Polícia Militar foi seqüestrada na porta de sua casa e agredida, mas conseguiu escapar do porta-malas do carro em que foi colocada, segundo ocorrência registrada pela polícia. A capitã, chamada Priscila (a polícia não divulgou seu nome completo), estava com a mãe no bairro Santa Rosa, em Niterói, no domingo à noite. A capitã, que trabalha com o coronel Marcus Jardim, comandante do 16 BPM (Olaria), foi rendida por dois homens com revólver. Sua mãe foi liberada. Ao perceberem que ela era policial, os assaltantes levaram-na para o morro do Castro, onde teria sido espancada. Depois de ser novamente trancada no porta-malas, a capitã conseguiu se livrar dando chutes na tranca, de acordo com a polícia, que a encontrou uma hora depois.

Texto Anterior: Policiais são suspeitos de atacar delegado
Próximo Texto: Jobim admite mudar lei para usar o Exército no combate à violência
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.