São Paulo, quarta-feira, 04 de outubro de 2006

Próximo Texto | Índice

Painel FC @ - Ricardo Perrone

Hora de pagar

O Palmeiras tem R$ 1,5 milhão para receber em outubro do Clube dos 13, mas não vai ver a cor de aproximadamente R$ 500 mil. O desconto na cota de TV do Brasileiro-06 será para quitar parte do dinheiro adiantado ao time pela Federação Paulista de Futebol. O time tem de pagar R$ 11 milhões que pegou antecipadamente referentes ao Nacional-07 e ao Paulista-07, além do atual Brasileiro. Segundo a diretoria, a antecipação foi a melhor solução para bancar à vista as contratações do chileno Valdivia e de Dininho.

Carnê. Os descontos nas cotas palmeirenses continuarão, com uma parada em dezembro, para não atrapalhar o pagamento do 13 salário. A FPF, que reterá também verbas do Estadual-07 até junho, receberá uma "taxa de administração" pela antecipação.

Mau anfitrião. Em recente conversa entre cartolas santista e palmeirense, o São Paulo levou uma estocada: como um clube que tranca vestiários e bloqueia elevador quando aluga o estádio quer receber jogos de Copa? Criticam a intenção são-paulina de reformar o Morumbi para colocá-lo no projeto da Copa-14.

Nada feito. Não houve acordo na audiência de conciliação entre o lateral Gabriel, hoje no Cruzeiro, e o São Paulo. Ele reclama dois meses de salários e direitos de imagem. Não aceitou a quantia oferecida ontem pelo clube. Prosseguirá com a ação na Justiça.

Dois gumes. Aliados de Ricardo Teixeira fizeram duas previsões sobre o futuro do Ministério do Esporte. No cenário otimista, enxergam a vitória de Lula, com Aldo Rebelo, ex-inimigo dos clubes, na pasta. O revés seria com Alckmin no Planalto e Sílvio Torres, visto como desafeto da cartolagem, no ministério.

Unilateral. Kia Joorabchian discute pessoalmente o caso Nilmar com o Lyon. É o único cartola da parceria MSI-Corinthians na tentativa de acordo na França. Renato Duprat, braço direito do presidente corintiano, Alberto Dualib, ficou em Londres.

Encostado. O Corinthians descartou romper o acordo com Joaquim Grava, apesar de não deixá-lo operar o joelho do lateral Edson. O médico recebe R$ 1 milhão em 36 vezes por retirar uma ação contra o clube, mas ficou encarregado das cirurgias, sem ganhar nada a mais. Os corintianos dizem que preferiram entregar o atleta para os médicos da comissão técnica.

Segredo? Segundo o estafe de Pelé, Bernie Ecclestone, chefão da F-1, queria surpreender Michael Schumacher, com Pelé entregando-lhe um troféu após o GP Brasil, sua última prova. Mas a assessoria de imprensa da corrida divulgou a homenagem.

Nova rotina. Agentes, amigos e parentes de jogadores da seleção comentam que agora falam menos com eles quando estão convocados. Os atletas não podem usar celular nas refeições e no ônibus antes dos jogos. Na Copa, quase sempre faziam contato.

Dividida

Os jogadores mostraram bem contra o São Paulo de que lado ficaram. Se quisessem me derrubar, não teriam jogado tanto


De SALVADOR HUGO PALAIA , diretor do Palmeiras, sobre seus desafetos dizerem que o elenco está contra ele por causa da saída de Tite


Próximo Texto: Líder encara jejum e visita incômoda
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.