São Paulo, terça-feira, 11 de abril de 2006

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Polícia de Mogi culpa chuva por ineficiência

DA REPORTAGEM LOCAL

Responsável pelo policiamento da partida entre Ituano e São Paulo no estádio João Paulo 2, o capitão Cícero Bernardo da Silva atribuiu a invasão dos torcedores aos problemas causados pela chuva.
"Depois que os cães saíram do gramado por causa da chuva, um torcedor entrou em campo, e outros se sentiram motivados a fazer o mesmo."
De acordo com Silva, a invasão foi muito rápida. Mesmo com a presença de 103 policiais no estádio, nenhum dos torcedores são-paulinos que invadiram o campo foi pego.
"A maioria dos policiais estava com botina, e é difícil correr no gramado molhado", disse.
Apesar de terem escapado, os invasores poderão ser identificados e punidos. Imagens obtidas pelo sistema de nove câmeras instaladas no estádio serão analisadas pelo presidente da Comissão Interministerial para a Paz no Esporte, Marco Aurélio Klein. Segundo ele, a unidade de monitoramento volante instalada não contribuiu para a ação instantânea porque estava em fase de teste.
Após o susto, o atacante são-paulino Thiago cobrou rigor do policiamento. "Se tivesse algum torcedor mal-intencionado, a integridade dos jogadores estaria em risco", afirmou.


Texto Anterior: Invasão foi positiva para Thiago, diz o vice de futebol são-paulino
Próximo Texto: Futebol: "Número da sorte" define prêmio santista
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.