São Paulo, segunda-feira, 26 de setembro de 2005

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

A falta que uma estrela faz

Cruzeiro e São Caetano lutam para afastar a crise neste Brasileiro. Se para os mineiros a queda se deve à saída do astro Fred, o time do ABC não achou substitutos para a ótima zaga de 2004.
A defesa do São Caetano, a menos vazada em 2001 (1 gol por jogo), segunda melhor em 2002 (1,15), melhor em 2003 (0,80) e quarta em 2004 (1,07), virou uma peneira neste ano, após perder Serginho, que morreu em campo em outubro, e Dininho, que foi jogar no Japão. Hoje o time sofre média de 1,46 gol (nono melhor).
Com isso, o time viu cair o seu aproveitamento de pontos de 55,8% (2004) para 39% (2005) e já se vê na luta para não cair.
O Cruzeiro, que perdeu Fred na 22 rodada, quando ocupava a 5 posição (56,1% de aproveitamento e média de 1,86 gols pró), agora faz só 1,5 gol por jogo e só ontem venceu sem o artilheiro, caindo para 12 (47,6%).


Texto Anterior: Basquete: Uberlândia perde título do Sul-Americano
Próximo Texto: Motociclismo: Rossi fica em 2 e leva o penta da MotoGP
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.