São Paulo, quinta, 3 de dezembro de 1998

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

TELEVISÃO
Teletubbies chegam ao Brasil em janeiro

NOELLY RUSSO
da Reportagem Local

Eles são mais inteligentes que o Oasis, mais populares que as Spice Girls e mais "cabeças" que o Verve. O verdadeiro hit do britpop é o grupo dos Teletubbies.
Eles produzem som de primeira. De primeira necessidade, já que é destinado a impulsionar o aprendizado da fala em crianças com idades entre 1 e 5 anos.
O novo programa infantil que estréia na Rede Globo na primeira semana de janeiro é uma produção da rede britânica BBC e se tornou uma febre na Inglaterra e nos 22 países em que é apresentado.
Nesses países, como África do Sul, Israel, EUA e Turquia, mesmo os adultos que já aprenderam a falar não resistem à série.
Há inúmeros sites na Internet, com salas de bate-papo em que trintões discutem a preferência por esse ou aquele teletubbie. Os bonecos do programa aparecem como os grandes campeões de venda para o Natal, na Inglaterra.
Os teletubbies irão ao ar no Brasil das 8h às 9h, antes do "Angel Mix". O programa é uma lufada de qualidade e sofisticação na programação infantil, principalmente quando comparado às chatíssimas "Chiquititas", umas crianças cantarolantes e mal-educadas. Também dá um tempo nos batidos programas de moças bonitas com as pernas de fora falando abobrinha.
Os teletubbies -Tinky Winky, Dipsy, Laa-Laa e Po- são pequenos seres gorduchos e brincalhões que andam com uma antena pregada na cabeça e uma televisão na barriga.
Eles vivem na Terra dos Teletubbies, um imenso jardim onde trafegam coelhos, borboletas e os "tubbies" (gíria para televisão na Inglaterra).
Os bichinhos têm carinhas de macaco e dividem o tempo entre ensinar novas palavras e gestos para as crianças e comer suas torradinhas na hora do lanche.
Eles recebem o sinal de transmissão de um cata-vento gigante e exibem as atividades de crianças do mundo real em TVs embutidas em suas barrigas.
Para cada um dos 130 episódios do programa serão inseridas atividades realizadas por crianças brasileiras. Como os ingleses, os brasileirinhos vão ser exibidos na TV-barriga de um teletubbie, cada vez que ele recebe a transmissão do cata-vento.
Distribuídos pela The Itsy Bitsy Entertainment Company e desenvolvidos pela diretora de criação da produtora inglesa Ragdoll Productions (UK) Ltd, Anne Wood, o "Teletubbies" é um programa que levou anos de pesquisa junto aos pré-escolares até chegar ao formato que tem hoje.
A curiosidade de crianças dessa idade por palavras e frases determinou como o programa deveria ser apresentado.
Os movimentos de andar, levantar, correr e brincar dos "tubbies" são muito parecidos com os que as crianças nessa idade fazem. No programa-piloto, em que se apresentam, eles reforçam a contagem de 1 a 4 na hora de comer suas torradinhas e o conceito de subir e descer, quando a TV-barriga de Tinky Winky mostra um garotinho inglês a encher os pneus de uma bicicleta com uma bomba.
A tradução para o Brasil ainda está em fase de aprimoração para que os brasileiros não percam a riqueza de vocabulário e o ritmo imprimido pelo original em inglês.

QUEM É QUEM

Dipsy (verdinha): adora chapéus e acha reggae o máximo -vive cantando nesse ritmo

Laa-Laa (amarelinha): além de ser a mais sorridente, é também especialista com a bola, e sua palavra favorita é "legal"

Po (vermelhinha): é a caçula e a campeã dos pulos. Sua arma é um patinete, sobre o qual passeia pela terra dos "tubbies"

Tinky Winky (azul): é o maior deles, vive para lá e para cá com sua bolsa e é o que comanda a turma


Hoje, excepcionalmente, não é publicada a coluna de Eduardo Giannetti.



Texto Anterior | Próximo Texto | Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Agência Folha.