São Paulo, sexta-feira, 16 de abril de 2004

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Abril pro Rock "batiza" novas bandas

DA REPORTAGEM LOCAL

Quem foi que disse que o Brasil carece de bandas novas? Certamente não foi ninguém do festival Abril pro Rock, em Recife, que chega hoje à sua 12 edição com mais uma boa leva de nomes desconhecidos do cenário nacional.
"Recebemos uma média de 300 a 400 demos por ano. Chegamos a um ponto em que praticamente todas as bandas alternativas já mandaram demos para o Abril pro Rock", afirma Paulo André Pires, 36, idealizador do festival.
Alguém aí já ouviu falar do Suvaca di Prata? A Roda? Vamoz!? E da Mula Manca e a Triste Figura? Pois é, essas são só algumas das bandas iniciantes da cena pernambucana que se revezarão até domingo nos dois palcos do evento, armado no Centro de Convenções de Pernambuco.
"As bandas do Sul têm muito mais palco disponível do que as do Nordeste. Tentei muitas vezes levar o DJ Dolores para tocar em João Pessoa e em Maceió e não consegui", reclama Pires. Detalhe: Dolores, que também toca hoje no festival com seu novo projeto, Aparelhagem, vem fazendo turnês na Europa e nos EUA nos últimos anos e foi escolhido como o melhor DJ de world music em um concurso promovido pela BBC.
Por falar no velho continente, a escalação do festival conta neste ano com duas atrações de lá: os metaleiros alemães do Destruction, que tocam amanhã, tradicionalmente uma das noites mais disputadas do evento, e o grupo belga de electropop Vive la Fête, que se apresenta hoje.
Conhecida no mundinho fashion europeu, onde fez a trilha sonora até para desfiles da grife Chanel, a banda tem entre seus integrantes a loirinha charmosa Els Pynco e Danny Mommens, ex-baixista da banda de post-rock dEUS. Aproveitando o embalo, a gravadora ST2 lançará três álbuns do Vive la Fête no Brasil.
Sabendo que independência demais costuma se traduzir em bilheterias de menos, Pires também convocou para esta edição artistas mais conhecidos do rock nacional: Marcelo D2, O Rappa e Ratos de Porão. "No Recife tem uma cultura de que show tem que ser de graça. Como a gente depende dessa renda, se não tiver um nome que desperte a curiosidade das pessoas, não rola." (DA)


FESTIVAL ABRIL PRO ROCK. Quando: hoje, às 21h; sáb. e dom., às 17h. Onde: Centro de Convenções de Pernambuco (complexo de Salgadinho, s/n, Olinda, PE, tel. 0/xx/81/3421-5380). Quanto: R$ 30 por dia (R$ 15, estudantes) ou R$ 50 para todos os dias. Patrocinadores: Governo de Pernambuco e Skol.


Texto Anterior: Música: Sistema oferece disco "ao vivo e instantâneo"
Próximo Texto: Ruído: Funk carioca chega a Europa, Japão e África
Índice


Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.