São Paulo, segunda-feira, 26 de janeiro de 2004

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Bienal já tem 70 artistas definidos

DO ENVIADO AO RIO

Enquanto Alfons Hug desfila seu "Carnaval" no Rio de Janeiro, ele se aproxima da praça da apoteose da 26 Bienal de São Paulo. O curador diz que a principal mostra da América Latina está com o traçado quase pronto. "Já temos 70 artistas confirmados", diz, exultante. As novidades mais recentes são as de língua inglesa. Os Estados Unidos, que normalmente enviam um representante, escolhido por lá, passaram o bastão.
"O processo de escolha deles era muito caro, envolvia concorrências no país todo. Agora nos deram a verba para escolhermos nós", explica.
Hug não escolheu um -trouxe logo três. A delegação americana terá as pinturas do inglês radicado nos EUA Matthew Ritchie e da americana de origem etíope Julie Mehretu e os vídeos de Doug Aitken.
O predomínio da pintura -"deverá ser de 25 a 30% da Bienal"- não deve se repetir entre os ingleses. Já estão definidos dois deles, Mike Nelson e Simon Starling, ambos fortes em instalações.
Outra novidade recente da Bienal paulistana, evento já dirigido por Hug na edição passada, é a decisão do curador de agrupar os trabalhos de acordo com seu suporte.
"A parte do térreo, com seu pé direito alto, deverá ser uma espécie de jardim de esculturas e instalações. Vamos tentar concentrar os vídeos no segundo andar, em um corredor."
Entre os artistas brasileiros, Hug aposta na "geração dos novíssimos". Além de nomes já anunciados, estará no elenco dos paulistas Thiago Bortolozzo, de 26 anos. Da velha guarda, terão salas especiais além de Arthur Barrio e Paulo Brusky um terceiro artista que será fechado nos próximos dias.
(CEM)


Texto Anterior: A arte do alalaô
Próximo Texto: Memória: Sganzerla era um brasileiro que amava o cinema
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.