UOL


São Paulo, quinta-feira, 18 de dezembro de 2003

Texto Anterior | Índice

CRIME E CASTIGO

Outros 12 chineses são condenados no caso

Megaorgia de japoneses em hotel chinês leva dois à prisão perpétua

DA REDAÇÃO

Dois funcionários de um hotel chinês foram condenados ontem à prisão perpétua por organizar em setembro uma megaorgia entre centenas de prostitutas chinesas e turistas japoneses num caso que reacendeu antigos ressentimentos entre os dois países e gerou um incidente diplomático.
Outros 12 chineses foram condenados a penas de dois a 15 anos. A polícia ainda quer que a Interpol ajude a encontrar três japoneses suspeitos de terem pedido as prostitutas para a orgia, que coincidiu com a data do 72 aniversário da invasão japonesa da China.
Segundo a mídia estatal chinesa, a orgia aconteceu entre 16 e 18 de setembro num hotel cinco estrelas em Zhuhai, na Província de Guangdong. Na época, a Chancelaria chinesa classificou a orgia de "odiosa". O caso também motivou punições a 15 policiais e a funcionários do escritório de turismo de Zhuhai, por negligência.
A prostituição é proibida na China, mas se tornou disseminada nas últimas décadas em consequência do enriquecimento gerado pelas reformas econômicas.


Com agências internacionais

Texto Anterior: Confronto: China ameaça "esmagar" qualquer ação independentista de Taiwan
Índice

UOL
Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.