São Paulo, segunda-feira, 12 de fevereiro de 2001

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Contemporâneos discutem o tempo no CCBB

NO RIO DE JANEIRO

Até o final de março, o teto da rotunda que é ícone do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio pode ser visto olhando-se para o chão. O ângulo inusitado é obtido graças a um espelho colocado diretamente abaixo do teto de vidro do prédio.
O espelho é parte da instalação da artista espanhola Eugènia Balcells, que participa da mostra "Inoculando Tempo", em cartaz no CCBB até 25 de março.
Com curadoria de Marcello Dantas, a exposição reúne obras de artistas contemporâneos e tem a proposta de discutir a diferença entre tempo (algo universal) e cronologia (método científico). As instalações se distribuem pelo foyer e pelo primeiro andar.
A obra de Eugènia se completa com diversos objetos do dia-a-dia -triciclos, talheres, caixas de papelão- pendurados, que giram lentamente dentro da rotunda.
Inaugurado em 1989, o CCBB fica no centro do Rio, próximo à igreja Nossa Senhora da Candelária. O edifício, de linhas neoclássicas, foi erguido em 1906 e também foi sede do banco. Além de espaços para exposições, tem salas de teatro e de vídeo, restaurante e um salão de chá.
Instalada no primeiro andar, a coleção permanente de moedas do CCBB ajuda o visitante a se conscientizar sobre a quantidade de mudanças monetárias pelas quais o país já passou. Quem nasceu em 1970, por exemplo, teve que aprender a pagar contas com dinheiro novo seis vezes. (CKT)

Centro Cultural Banco do Brasil - Rua 1 de Março, 66, Centro; tel. 0/xx/21/ 3808-2020; funciona de terça a domingo, das 12h às 22h. Site: www.cultura-e.com.br/rj.



Texto Anterior: Museu Histórico Nacional reinaugura ala
Próximo Texto: Praias são locais para ver e ser visto
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.