São Paulo, quinta-feira, 04 de janeiro de 2007

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Zeca do PT deixa governo do MS sem pagar dívida com União

DA AGÊNCIA FOLHA, EM CAMPO GRANDE

O ex-governador de Mato Grosso do Sul José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT, deixou de pagar R$ 27,9 milhões da parcela da dívida com a União, referente a dezembro. Zeca também não pagou R$ 8,7 milhões para cerca de 65 mil famílias beneficiadas com programas sociais (bolsa alimentação).
A dívida do Estado com a União é de R$ 6,4 bilhões.
O calote levou o novo governador, André Puccinelli (PMDB), a pedir ajuda do governo federal. Se a parcela não for quitada até segunda-feira, o Estado terá as contas bloqueadas pela União e deixará de receber repasses federais. O Estado deverá pagar à União multa de R$ 10,8 milhões.
Segundo o governador, Zeca do PT violou a Lei de Responsabilidade Fiscal ao não deixar caixa para pagar o salário dos servidores relativo a dezembro. Puccinelli terá audiência hoje com o presidente Lula.
Para quitar a parcela no prazo, Puccinelli espera obter cerca de R$ 80 milhões da arrecadação de impostos da primeira semana de janeiro. Ele disse que não pagará benefícios atrasados deixados por Zeca e determinou auditoria na lista de beneficiados pelos programas.
Em nota divulgada no fim do ano, Zeca do PT afirmou que os casos de febre aftosa afetaram o agronegócio e prejudicaram a arrecadação. Cabia, segundo ele, optar entre quitar a parcela de dívida com a União ou o 13 salário do funcionalismo. "Fizemos a última opção", disse. (HUDSON CORRÊA)


Texto Anterior: Secretário vai contingenciar gastos em SP
Próximo Texto: Pacote de Cabral tenta economizar até R$ 3 bi no Rio
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.