São José dos Campos, Sexta-feira, 27 de Julho de 2001

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Estrada Velha foi a 1 ligação Rio-SP

FREE-LANCE PARA A FOLHA VALE

A inauguração da Estrada Velha Rio-São Paulo (SP-66), inicialmente com o nome de rodovia Washington Luiz, em 5 de maio de 1928, foi o ápice do processo de desenvolvimento de São José dos Campos na década de 20.
A estrada foi a primeira via ligando os dois maiores centros econômicos do país, Rio de Janeiro e São Paulo, e foi muito usada pelos moradores do Vale do Paraíba até a inauguração da via Dutra, em 1951.
Até a inauguração da SP-66, o percurso de São José a São Paulo, que era feito por meio da Estrada de Ferro Central do Brasil, levava cerca de quatro horas. Já, para percorrer a distância de São Paulo ao Rio Janeiro, eram necessários cerca de seis dias.
Segundo o médico joseense Rubens Savastano, que mora em São José há 75 anos, a construção da Washington Luiz, além de reduzir o tempo de trajeto entre São José e a capital, contribuiu para o desenvolvimento industrial e a geração de empregos.
"Os relacionamentos comerciais entre São José dos Campos e São Paulo se estreitaram. Os empreendedores paulistanos começaram a voltar suas atenções para o município", afirmou.
Outro benefício que a Estrada Velha trouxe para a cidade, segundo o médico, foi a geração de empregos.
"Um exemplo disso é a instalação das empresas de transportes urbanos Pássaro Marron, que fazia o trajeto entre São José e as cidades vizinhas do Vale do Paraíba, e a Cabrilana, que fazia o trajeto até São Paulo", disse.
Já, para a socióloga, antropóloga e pesquisadora Luiza Irene Galvão, a construção da rodovia fazia parte de uma política estratégica de desenvolvimento industrial, iniciada pelo governo Washington Luiz.
"Na verdade, a industrialização de São José não aconteceu por causa da instalação das rodovias Washington Luiz e Dutra. O plano de desenvolvimento da cidade já existia. As construções vieram para viabilizar os projetos do governo militar, que tinha a intenção de descentralizar as indústrias da capital", disse.
Segundo Luiza, a construção da Estrada Velha Rio-São Paulo foi a responsável pelo povoamento das cidades próximas à rodovia.
"A Washington Luiz deu origem às avenidas Heitor Villa Lobos, Benedito Matarazzo e Samuel Wainer", afirmou.
Após a construção da Estrada Velha Rio-São Paulo, o governo federal só viria a realizar o próximo investimento na construção de rodovias em São José dos Campos em 1951, com a inauguração da via Dutra.


Texto Anterior: Patrimônio histórico está abandonado
Próximo Texto: São José, 234 anos: Morte de joseense abriu Revolução de 32
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.