Publicidade
Publicidade

Sul-africano ganha ouro e bate recorde mundial nos 400 m que durava 17 anos

David Gray/Reuters
2016 Rio Olympics - Athletics - Final - Men's 400m Final - Olympic Stadium - Rio de Janeiro, Brazil - 14/08/2016. First placed Wayde van Niekerk (RSA) of South Africa poses next to information board. REUTERS/David Gray FOR EDITORIAL USE ONLY. NOT FOR SALE FOR MARKETING OR ADVERTISING CAMPAIGNS. ORG XMIT: CVI11200
Wayde van Niekerk comemora recorde mundial nos 400 m

Quando Wayne van Niekerk, 24, entrou no Maracanã como porta bandeiras da África do Sul, na cerimônia de abertura da Rio-2016 em 5 de agosto, ele era um dos favoritos a ganhar o ouro nos 400 m rasos, já que foi campeão mundial em 2015, em Pequim.

Mas ninguém sonhava que ele faria o que fez neste domingo (14), no Engenhão, na final dos 400 m. Niekerk bateu o recorde da prova com sobra, muita sobra. Ele fez 43s03, superando a marca de 43s18 do lendário velocista americano Michael Johnson, de 1999, obtida em uma prova em Sevilha, na Espanha.

Niekerk bateu os dois últimos campeões olímpicos, Kirani James, de Granada, prata no Rio e que ganhou o ouro em Lodres-2012, e o americano Lashawn Merrit, bronze na Rio-2016 e vencedor em Pequim-2008.

O novo recordista mundial nasceu na Cidade do Cabo e é formado em marketing. O sul-africano começou a correr nos 200 m, onde conseguiu resultados medianos. Em 2012 migrou para os 400 m. Alcançou melhores resultados por ter um bom sprint nos 100 m finais, que foi o que fez a diferença na prova dele na Rio-2016.

Doug Mills/Associated Press
Michael Johnson na Olimpíada de 1996
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade