São Paulo, sábado, 01 de dezembro de 2001

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

OUTRO LADO

Diretor-presidente nega irregularidade em aprovação

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O diretor-presidente da Anvisa, Gonzalo Vecina Neto, afirmou ontem que as acusações do Conselho Regional de Farmácia do Distrito Federal dizem respeito "unicamente a interesses comerciais".
Segundo Vecina, a 8 Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve, no último dia 29, válida a licitação da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para compra de ciclosporina do Abbott. "A decisão da Justiça ajuda a comprovar que não existe qualquer irregularidade ou problema com relação ao referido medicamento."


Texto Anterior: Saúde: Gerente da Anvisa contraria parecer e registra remédio
Próximo Texto: Livros: A esperança e a vaidade em torno de Celso Furtado
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.