São Paulo, quarta-feira, 15 de setembro de 2004

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

ELEIÇÕES 2004

Ministro disse em jantar com senadores de oposição que "luz vermelha" acendeu, mas que ainda acredita na vitória de Marta

Dirceu já teme vitória de Serra no 1 turno

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O ministro José Dirceu (Casa Civil) disse a senadores da oposição, em jantar anteontem, que acendeu "a luz vermelha" na campanha da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), à reeleição pelo fato de o candidato José Serra (PSDB) ter obtido 37% das intenções de voto em pesquisa Datafolha divulgada no último domingo. De acordo com os presentes, ele mostrou-se preocupado com a vitória do tucano já no primeiro turno.
Segundo a Folha apurou, Dirceu disse que confia na eleição da Marta mas reconhece que Serra subiu muito. Ainda segundo a apuração da Folha, Dirceu afirmou que a "luz vermelha" acendeu quando Serra chegou a 37% das intenções de voto. As declarações foram feitas antes da chegada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao jantar
Segundo senadores que estavam no jantar, realizado na casa de Dirceu, a análise feita por ele é que, se Serra chegar a 39% das intenções de voto nas pesquisas, a eleição pode se resolver já no primeiro turno, porque nesse cenário a tendência é de queda na intenção de votos em Paulo Maluf (PP) e Luiza Erundina (PSB).

Pesquisa
Na pesquisa Datafolha divulgada no último domingo, Serra subiu sete pontos percentuais e voltou a liderar isolado a disputa pela Prefeitura de São Paulo.
O tucano tem agora 37%, contra 33% da prefeita. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, no limite os dois podem estar empatados, mas essa hipótese é estatisticamente improvável, segundo o Datafolha. Na pesquisa anterior Marta tinha 34% e Serra registrava 30%.
De acordo com o último Datafolha Maluf caiu mais quatro pontos ficando em 12%. A candidata do PSB segue em trajetória de queda, oscilando dois pontos percentuais e tem apenas 4%.
O Palácio do Planalto está preocupado com os rumos da campanha de Marta. Um dos erros, na avaliação do governo, foi colocar o CEU-Saúde no centro da campanha, expondo o calcanhar-de-aquiles da administração da prefeita e área que Serra domina por já ter sido ministro da Saúde.
Alguns petistas também avaliam que a prefeita errou ao dizer que a eventual vitória de Serra geraria uma crise política nos próximos dois anos, já que o tucano utilizaria a prefeitura como instrumento de oposição visando a eleição presidencial de 2006.
A declaração da prefeita foi associada à estratégia utilizada pelos tucanos na eleição presidencial de 2002 de tentar incutir na população insegurança em relação à possibilidade de vitória de Lula. O episódio mais emblemático foi a aparição da atriz Regina Duarte na TV afirmando que tinha "medo" de um governo de Lula. A atitude dos tucanos foi duramente criticada, na época, pelos petistas. (FERNANDA KRAKOVICS)


Texto Anterior: Presidente elogia 1 mandato de FHC
Próximo Texto: Alckmin gerou crítica de petista, afirma Duda
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.