São Paulo, sexta-feira, 30 de setembro de 2005

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

VINHO E GUARANÁ

Comemoração contou com a presença de deputado petista cassável

Festa por vitória de Aldo vai até 2h

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

A vitória do comunista Aldo Rebelo (SP) para a presidência da Câmara foi comemorada na madrugada de ontem a goles de vinho chileno e guaraná. Estavam presentes deputados aliados e ministros que na tarde de anteontem estiveram no Congresso para pressionar deputados de seus partidos a votarem no candidato do governo.
Lideranças de PT, PSB e PC do B festejaram no restaurante Francisco, à beira do lago Paranoá. A festa se estendeu até por volta de 2h de ontem.
Entre os presentes, um dos mais animados era o deputado Professor Luizinho (PT-SP), que corre o risco de cassação do mandato porque foi acusado de ter recebido R$ 20 mil, sacados por um assessor, do esquema de Marcos Valério de Souza, o que ele nega, afirmando que seu assessor sacou o dinheiro de forma independente.
Ele foi o único dos 16 deputados que correm o risco de perder o mandato a comparecer no restaurante.
Por lá passaram os ministros das Relações Institucionais, Jaques Wagner, da Integração Nacional, Ciro Gomes, e do Turismo, Walfrido Mares Guia. Aldo, que estava com a mulher e o filho, fez o brinde com água, mas também tomou vinho.
"Acho que a vitória do Aldo foi mais do que necessária e vai normalizar a Casa", disse Ciro Gomes em um das rodas.


Texto Anterior: Escândalo do "mensalão"/Nova direção: Reforma política naufraga no 1 dia de Aldo
Próximo Texto: Escândalo do "mensalão"/Nova direção: Aldo pode não presidir sessão de cassação
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.