São Paulo, terça-feira, 19 de fevereiro de 2002

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

COMÉRCIO EXTERIOR

Cai superávit na 3 semana de fevereiro

Exportação perde força e balança registra déficit de US$ 31 milhões

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

A balança comercial apresentou déficit de US$ 31 milhões na terceira semana de fevereiro. Isso fez com que houvesse redução no saldo do superávit acumulado no ano, que caiu para US$ 275 milhões. De janeiro a fevereiro, as exportações somaram US$ 5,694 bilhões e as importações chegaram a US$ 5,419 bilhões.
Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, na terceira semana de fevereiro houve recuperação do comércio entre Brasil e Argentina em relação a janeiro.
As exportações para o país vizinho cresceram 13,8% devido a venda de itens de material de transporte, como motores para veículos. Já as importações registraram alta de 25,4% graças às compras de trigo e petróleo.
Nas três primeiras semanas de fevereiro, as vendas brasileiras para o exterior somaram US$ 1,722 bilhão e as compras de outros mercados, US$ 1,622 bilhão. O superávit no mês alcança, portanto, US$ 100 milhões.
O resultado negativo da semana passada reflete a redução de 24,7% na média diária das exportações em relação à média acumulada até a semana anterior.
O principal motivo para isso foi a queda nas vendas de manufaturados, como aviões, suco de laranja e laminados planos. Também houve redução na média diária das importações. A queda foi de 10,4%, puxada pela retração nas compras de produtos como combustíveis e lubrificantes.
Sobre 2001, as exportações registraram decréscimo na média diária. A retração ficou em 15,7% por conta da queda nas vendas de produtos básicos. Nas importações houve queda de 19%.



Texto Anterior: Luís Nassif: Caminhos da indústria automobilística
Próximo Texto: Racionamento: Bônus pode custar R$ 438 mi ao Tesouro
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.