São Paulo, quarta, 22 de outubro de 1997.




Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Argentinos festejam retomada

LÉO GERCHMANN
de Buenos Aires

O 13 Festival de Cinema de Mar del Plata, entre os dias 13 e 22 de novembro, está sendo festejado pelos argentinos como a reintrodução definitiva do país no circuito cinematográfico mundial.
Na verdade, o que ocorre é a confirmação da retomada de um evento tradicional que, até o ano passado, havia ficado 26 anos fora do calendário dos festivais.
Já passaram pelo festival artistas como Brigitte Bardot, Claudia Cardinale e Alain Delon.
O ator francês estará novamente em Mar del Plata, num momento de nostalgia, para participar da abertura do evento. Delon foi uma das estrelas que mais participaram das edições ocorridas nos anos 60. No encerramento, a convidada será Sophia Loren.
Outra estrela esperada é Jacqueline Bisset, que atuará como jurada ao lado de Alain Robbe Grillet, Dino Risi, Graciela Borges, Hector Olivera, Alfonso Arau, Teresa Russel e Analia Gade.
Competirão 23 filmes. Os EUA terão quatro filmes. Depois vêm Argentina e França, com três. Inglaterra, Espanha, Itália e Alemanha terão dois. Brasil, Bélgica, Portugal, Noruega e Canadá, um.
Além da parte competitiva, com a distribuição de prêmios, haverá mostras paralelas, compostas de temas definidos, como a relação entre a literatura e o cinema e entre a mulher e o cinema. Em outra ocorrerá a apresentação de cenas de bastidores em filmagens.
Dos quatro lançamentos fora da competição, a maior expectativa é em relação ao filme "Carne Trêmula", último trabalho do diretor espanhol Pedro Almodóvar.



Texto Anterior | Próximo Texto | Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Agência Folha.