Publicidade
Publicidade
Publicidade

Casa Cor 2017

Trufas e aulas com chefs revovam circuito gastronômico da Casacor

O circuito gastronômico da Casa Cor 2017 conta com dois restaurantes, uma padaria, um bar e um espaço para eventos, a "Casa do Chef". Novidade deste ano, ela foi planejada para receber degustações, jantares e aulas com cozinheiros profissionais.

A programação ainda não foi divulgada, mas enquanto isso os visitantes da mostra podem circular pelo ambiente de 180 metros quadrados para conhecer as tendências de decoração para cozinhas.

"Agora, é a sala que fica dentro da cozinha, e não mais o contrário", diz a arquiteta Yara Ciani, responsável pelo projeto. Para ressaltar essa característica, ela investiu em dois lustres Baccarat de cerca de R$ 100 mil cada um. "Eles ajudaram a quebrar o minimalismo", afirma Ciani.

O cinza escuro foi a cor escolhida para paredes e teto, e o branco, para bancadas e armários-cujo sistema de abertura dispensa puxadores. Para dar um toque de cor, a arquiteta optou pelo verde em quadros de musgos naturais estabilizados, que não precisam de rega ou luz.

Outra estreante no circuito é a Tartuferia San Paolo, especializada em receitas com trufas brancas e negras importadas da Itália.

Com duas unidades em São Paulo, o restaurante chega à mostra com um menu reduzido. O carro-chefe é o polvo grelhado com purê rústico de batata (R$ 88).

Quem assina o projeto do espaço é o designer de interiores Gustavo Jansen. Os destaques são os oito lustres de murano, no formato de folhas, que iluminam o bar e lhe conferem um clima retrô.

VETERANOS

Há 15 anos na Casa Cor, o restaurante Badebec mistura influências gastronômicas de outros países com produtos brasileiros. Um exemplo é o filé de pirarucu na emulsão de limão-siciliano, arroz basmati, abobrinha e cebola queimada (R$ 59).

No almoço, há a opção do bufê, com foco nos grãos e vegetais da estação. De terça a sexta, custa R$ 75 por pessoa (e R$ 85 nos feriados e nos fins de semana). O jantar tem sugestões à la carte.

A decoração do ambiente foi pensada pela dupla de arquitetos Patrizia Genovese e Guilherme Longo, que se inspirou no estilo dos restaurantes franceses da primeira metade do século 20.

Já a Dona Deôla, em seu oitavo ano no evento, ganhou ares da terrinha. Segundo a arquiteta Alessandra Castro, o ponto de partida do projeto foi a azulejaria portuguesa, que levou o azul e o branco para todo o espaço.
Além de salgados e doces sempre expostos na vitrine, a padaria oferece, no almoço, um prato e uma massa do dia. A partir das 18h, é servido o bufê de sopas.

Depois de um dia de intensas visitas pela mostra, a sugestão para o happy hour é o Barê, do chef Rodrigo Einsfeld, que participou, do programa "MasterChef Profissionais" (Band). O destaque do cardápio são os drinques e a porção de minipastéis de camarão com mascarpone e limão-siciliano (por R$ 33).

A decoração do bar ficou a cargo do arquiteto Marcos Caracho, que apostou em sofás e pufes que dão conforto e liberdade ao cliente na hora de se acomodar.

CIRCUITO GASTRONÔNICO DA CASA COR

Tartuferia San Paolo
Mesmo menu das 12h às 21h

Badebec
Bufê de almoço: de terça a sexta, das 12 às 15h; aos sábados, domingos e feriados, das 12h30 às 17h
Jantar à la carte: de terça a sábado, das 18h às 21h; aos domingos e feriados, das 18h às 20h

Dona Deôla
Almoço: das 12h às 15h
Bufê de sopas: das 18h às 21h

Barê
Aberto das 12h às 21h

Publicidade
Publicidade
Publicidade